04
Mar 12
publicado por Nuno Gouveia, às 10:41link do post | comentar

Mitt Romney venceu ontem os caucuses do estado de Washington com 38%, seguido de Ron Paul com 25% e de Rick Santorum com 24%. Newt Gingrich ficou em último lugar com apenas 10%. Segundo as previsões do WSJ, Romney terá arrecadado 30 delegados, com Paul e Santorum a ficarem com cinco cada. Neste momento Romney lidera a corrida à nomeação com 203 delegados, seguido de Santorum com 92, Newt Gingrich com 33 e Ron Paul com 25. 

 

Este resultado é extremamente importante para Mitt Romney, que solidifica a sua vantagem e o favoritismo nestas primárias, oferecendo-lhe uma dinâmica de vitória para a super terça-feira. Romney tem vindo a subir nas sondagens nacionais e a recuperar terreno no crucial estado do Ohio, onde Rick Santorum tem liderado. Para o favorito republicano sair da super terça-feira com a nomeação na mão precisa de vencer a maioria dos 10 estados que vão a votos, mas sobretudo vencer no Ohio. Esta vitória no estado de Washington prova que o "momentum" está do lado dele.


01
Nov 10
publicado por Nuno Gouveia, às 15:05link do post | comentar | ver comentários (3)

A minha previsão é que os republicanos vão ficar com 49 senadores após as eleições de amanhã. Mas as últimas sondagens do estado de Washington indicam que Dino Rossi aproximou-se da senadora Pat Murray na última semana. Rossi é um veterano no estado, tendo já perdido por duas vezes o governo estadual por curta margem. E por isso ninguém ficará surpreendido se voltar a ser derrotado. Mas neste clima eleitoral tudo é possível. Se acontecer aqui um imprevisto, esta poderá ser a eleição que poderá empatar tudo, deixando a decisão da maioria para a Califórnia, onde Barbara Boxer mantém-se como favorita.


29
Out 10
publicado por Nuno Gouveia, às 15:45link do post | comentar

Provavelmente na próxima terça-feira à noite ficaremos sem saber o resultado final de muitas eleições. Recordo o que aconteceu em 2008 no Minnesota, que foi preciso esperar meses para saber que Al Franken derrotou o incumbente republicano Norm Coleman. Há várias eleições que podem ter o mesmo destino, dada a proximidade existente entre os candidatos. Estas deverão ser aquelas que vamos mesmo de ter de esperar pela contagem, e possivelmente, recontagem dos votos até ao fim.

Alaska – Joe Miller ou Lisa Murkowski? Um deles será o próximo senador do estado, mas com as sondagens a apontar para um empate entre eles, acredito que se irá repetir o que sucedeu nas primárias republicanas deste ano: esperar uns dias para saber quem ganhou. Se fossem eleições normais, apostaria em Murkowski, mas como os eleitores terão que escrever o nome dela no boletim, tudo pode acontecer.

 

Washington – A senadora Pat Murray (D) liderou durante muito tempo as sondagens, mas nas últimas semanas Dino Rossi (R) recuperou terreno e empatou a corrida. Todos os votos vão contar neste estado, mas a minha previsão vai para uma vitória da democrata.

 

Nevada – Aqui a minha aposta vai para a republicana. Sharron Angle tem liderado nas últimas sondagens, embora por curta margem, mas acredito que ambos os candidatos ficarão muito próximos.

 

Illinois – Mark Kirk (R) e Alexis Giannoulias (D) não são candidatos que entusiasmaram o eleitorado. Com um candidato dos Verdes na corrida a poder chegar aos 5 por cento, aposto numa vitória do republicano. Mas a vitória será sempre por alguns milhares de votos.

 

Colorado – Ken Buck, candidato do tea party, chegou a ser o claro favorito. Apesar de continuar a ser essa a minha previsão, os números de ambos vão ser muito próximos. O senador Michael Bennet, muito impopular no estado, beneficiou das gaffes e declarações insólitas do republicano.

 

West Virgínia – Joe Machin (D) fez campanha como um republicano conservador contra o verdadeiro republicano, John Raese. Em condições normais, Manchin, governador do estado e com índices de aprovação superiores a 60 por cento, venceria esta eleição com facilidade, mas o sentimento anti-Obama no estado é muito elevado. Apesar de acreditar numa vitória democrata, esta será sempre muito renhida.



17
Set 10
publicado por Nuno Gouveia, às 15:48link do post | comentar

Esta semana os democratas receberam o prémio da nomeação de Cristine O´Donnell no Delaware. Uma eleição que estava perdida passou a estar quase ganha. A outra boa notícia veio do estado de Washington, onde a senadora Pat Murray ganhou uma importante vantagem nas sondagens sobre Dino Rossi, com três a dar-lhe uma vantagem entre 5 e 9 por cento. Caso os democratas ganhem estas duas eleições, será quase impossível aos republicanos assumirem a maioria no Senado. Mas fora estas duas notícias, tudo o resto foi mau para o Partido Democrata.

 

Barack Obama ganhou no Ohio com 51% e este estado tem sido na última década um dos grandes campos de batalha entre democratas e republicanos. Até há bem poucas semanas pensava-se que a luta iria ser renhida para o senado, entre Rob Portman e Lee Fisher, e também para o cargo de governador, entre John Kasich e o incumbente Ted Strickland. Mas as últimas sondagens que foram divulgadas não deixam grandes margens para dúvidas: os republicanos devem vencer em toda a linha, num estado onde a impopularidade de Obama atinge neste momento os 60 por cento. E atenção às várias eleições competitivas para a Câmara dos Representantes.

 

Na Florida Marco Rubio tem vindo a liderar confortavelmente as sondagens, com a queda abrupta de Charlie Crist. Neste momento será díficil dar a volta a esta dinâmica, pois Rubio tem ganho o apoio esmagador dos eleitores republicanos e tem conseguido ir buscar muito apoio aos independentes, dividindo o eleitorado preferencial de Crist. Ao contrário do que o candidato democrata tem tentado demonstrar, o eleitorado tem percepcionado esta eleição entre dois democratas e um republicano, o que dificulta imenso a vida de Crist. Até pode ser que Kendrick Meek consiga ultrapassar Crist e venha a ser ele a disputar a eleição com Marco Rubio. Ainda é cedo para atribuir a vitória a Rubio, mas neste momento está numa posição muito confortável.

 

O Wisconsin seria sempre um "long shot" para os republicanos. Mas hoje saiu uma sondagem que dá uma vantagem de 7 pontos a Ron Johnson contra o senador Russ Feingold. Por fim no Conecticut, onde a milionária Linda McMahon não surge á frente de Mark Blumenthal em nenhum estudo de opinião, mas que se tem aproximado nas últimas semanas. O The Cook Political Report passou esta corrida para empate técnico esta semana.


Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog