28
Jun 11
publicado por Nuno Gouveia, às 23:37link do post | comentar | ver comentários (11)

 

A história diz-nos que a esmagadora maioria dos 44 Presidentes americanos foram religiosos. E todos cristãos. Apenas três deles (Thomas Jefferson, Andrew Johnson e Abraham Lincoln) não eram filiados em nenhuma igreja. A maioria dos Presidentes pertenceram à Igreja Episcopal (11 presidentes, entre eles George Washington, Frank D. Roosevelt ou George H. Bush). A curiosidade reside no facto de apenas 1,7 por cento dos americanos pertencerem a esta igreja. A Igreja Presbiteriana teve oito Presidentes (Ronald Reagan, Andrew Jackson ou Ike Eisenhower, entre outros). A maioria dos restantes divide-se pelas diversas igrejas protestantes, como Baptistas, Metodistas ou outras evangélicas. Curiosamente, o maior grupo religioso americano, os católicos, que representam cerca de 25 por cento da população americana, apenas teve um Presidente: John F. Kennedy eleito em 1960. Antes, em 1928, o governador de Nova Iorque, Al Smith, fez história ao ser o primeiro candidato presidencial católico pelo Partido Democrata. Foi derrotado copiosamente por Herbert Hoover, mas ajudou a abrir caminho para JFK.  Em 1988, pela primeira e única vez tivemos um Ortodoxo Grego como candidato presidencial: Michael Dukakis, que viria a ser derrotado por George H. Bush. 

 

Judeus, Muçulmanos ou outras religiões ainda não fazem parte da política presidencial. O não cristão que esteve mais perto da Casa Branca foi Joe Lieberman, Judeu, que foi candidato a Vice-presidente com Al Gore em 2000. E será que o panorama pode mudar já em 2012?

 

A única novidade no campo religioso para 2012 é mesmo a candidatura de dois Mórmons no Partido Republicano, Mitt Romney e Jon Huntsman. Em 2008, Romney foi o primeiro candidato credível da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, o que na altura causou diversas discussões sobre se os Estados Unidos estavam preparados para um presidente Mórmon. Romney acabou por nem sequer ser o nomeado, mas não se pode dizer que foi por causa da sua religião. Os restantes candidatos pertencem a igrejas evangélicas (Michele Bachmann, Ron Paul, Tim Pawlenty, Herman Cain) e Newt Gingrich e Rick Santorum são católicos. Barack Obama pertence à Igreja Unida de Cristo, apesar de ter tido uma educação não religiosa. 

 

No entanto, e ao contrário do que se possa pensar, os movimentos religiosos sempre mantiveram uma separação com política. Isto até 1976, quando as comunidades evangélicas do Sul se envolveram activamente na campanha presidencial, ao apoiarem entusiasticamente o Batista Jimmy Carter. Na década seguinte, com Ronald Reagan e a Nova Direita (New Right), estes movimentos evangélicos aproximaram-se decisivamente do Partido Republicano, conquistando um peso inegável na sua base de apoio. Acredita-se que hoje representam cerca de 1/3 do eleitorado das primárias do Partido Republicano


Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog