24
Jul 12
publicado por Nuno Gouveia, às 21:48link do post | comentar | ver comentários (14)

Os afro-americanos são, desde os tempos de Frank D. Roosevelt, um eleitorado fiel do Partido Democrata, sendo que Barack Obama teve mesmo 95% dos votos desta comunidade. Além disso, quando os afro-americanos representavam em 2008 10% do eleitorado, o nível de entusiasmo fez com que a sua percentagem no número de votantes fosse de 13%. Estes dados foram decisivos para as vitórias de Obama em alguns swing-states, particularmente na Flórida, Virgínia e sobretudo na Carolina do Norte. O voto esmagador dos afro-americanos no Partido Democrata para as próximas décadas está garantido. 

 

Não sei se algo vai mudar, mas hoje estava a consultar uma sondagem publicada hoje pelo Daily Kos/PPP, que dá empate a 46% entre Barack Obama e Mitt Romney e encontrei um dado interessante: entre os afro-americanos, Romney está com 17% das intenções de voto. Nesta da McClatchy Marist, as indicações são semelhantes e encontrei ainda esta sondagem da Carolina do Norte que dá 20% a Romney. Um dado novo que pode baralhar as contas desta eleição, se confirmar-se a 6 de Novembro. Se Romney conseguir alcançar 15% deste eleitorado, sendo de esperar que a afluência às urnas seja menor por parte dos afro-americanos, pode ser significativo, especialmente nos swing-states que referi. 

 

O que pode explicar esta diferença em relação a 2008? Em primeiro lugar, o desemprego é mais elevado entre os afro-americanos do que em qualquer outra comunidade e os índices de pobreza aumentaram bastante. Quando Obama mudou de opinião em relação ao casamento gay, pensei que isso não ia reflectir-se no seu sentido de voto, pois os afro-americanos são, maioritariamente, contra. Mas essa pode também ser uma razão. Por outro lado, nestes últimos anos surgiram alguns negros a darem a cara pelo Partido Republicano em lugares de destaque, como o congressista da Florida Allen West, o candidato presidencial Herman Cain ou o antigo chairman do RCN, Michael Steele. Talvez seja um misto destas razões todas, mas, a acreditar nas sondagens, Obama estará a perder algum fulgor entre a sua camada de apoiantes mais fervorosos. 


31
Jan 10
publicado por Nuno Gouveia, às 11:26link do post | comentar | ver comentários (6)

Quem seguiu a campanha presidencial de 2008 deve lembrar-se bem da Obama Girl, autora de do "Crush on Obama",  vídeo de apoio a Barack Obama que se transformou num verdadeiro sucesso na Internet. Na última semana foi revelado pelo NY Post que Amber Lee Ettinger, verdadeiro nome da Obama Girl, estava desiludida com o mandato do Presidente. Sean Hannity, que não perde uma boa oportunidade, convidou-a para estar no seu programa. O resultado foi este...


arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog