06
Jul 10
publicado por Nuno Gouveia, às 15:57link do post | comentar

Em Novembro a América vai a votos. Além da totalidade da Câmara dos Representantes e de 1/3 do Senado, vão ser eleitos 37 novos governadores. E também aqui as perspectivas são bastante animadoras para o Partido Republicano. Um estudo da Universidade do Minnesota indica que neste momento os republicanos lideram em 28 estados, podendo ter a maior vitória de sempre se conseguirem vencer 30 estados, ultrapassando o recorde de 29 vitórias de 1920. Muitas destas eleições têm um significado meramente estadual, podendo facilmente ser desligadas da realidade nacional. Como no Vermont - um dos estados mais à esquerda da União que tem sido governado por um republicano - mas estas perspectivas para o Partido Republicano podem indicar que pode estar à vista uma landslide republicano em Novembro. A seguir com atenção.


Obama foi escolhido para dar uma imagem do que èra os U.S.A que Bush tinha dado ao Mundo.
A razão p'qual meteram um preto como presidente
profesor de direito numa das Universidades mais prestigiosas.Pit-Bull Pallin não foi mais que um rediculo que levou os Estados-Unidences a votar Democrático.
Reagan jà tinha feito um mal irrevocável,como todos os políticos Mundiais tudo é falso o que possam dire .
A mais idosa Nação no planeta já lhes tirou o lugar,o qual demonstraram que não tinham as qualidades não vai ser muito tarde que vai haver milhares de 66 num caminho perdido por falta dos judeus.

manuel a 9 de Julho de 2010 às 06:08

Nunca percebi o sistema americano de votos, que confusão, precisa-se de 1/2 ano para eleger alguem.
Ha americana mesmo
classificados a 9 de Julho de 2010 às 17:26

Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog