02
Nov 12
publicado por José Gomes André, às 00:14link do post | comentar

São pouco conhecidos em Portugal, mas muito usados nos EUA. Os mercados electrónicos - verdadeiras bolsas de apostas - reagem em tempo real aos eventos diários e são, por isso mesmo, um excelente instrumento para avaliar a percepção pública acerca do estado da corrida. Embora não estando livres de falhas, são cada vez mais tidos em conta pelos media e operacionais políticos, pois o envolvimento de milhares de apostadores permite corrigir as opiniões improváveis e "reajustar" as probabilidades de forma quase automática. Reagindo às alterações das campanhas, sondagens e outros acontecimentos, estes mercados são um verdadeiro "jogo de expectativas" e a sua fiabilidade em eleições anteriores (de tal forma que chegam na maioria dos casos a "prever" mais exactamente um resultado do que as próprias sondagens) tem sido elogiada por vários estudos académicos.

 

E o que dizem os mercados electrónicos sobre o duelo Obama-Romney? Enquanto escrevo, o mais famoso desses mercados, o Intrade, atribui a Obama 66% de possibilidades de vitória, uma subida interessante face ao que tem sido a tendência geral dos últimos meses (algures entre 58 e 63%, com uma subida de Romney após o primeiro debate). Motivos? Vejo duas hipóteses fortes, possivelmente complementares: 1) os apostadores continuam a achar que Obama tem mais soluções no Colégio Eleitoral, permanecendo favorito em Estados decisivos como o Ohio, Iowa, Wisconsin, New Hampshire e Nevada; 2) os apostadores consideram que pode ser relevante para a eleição o modo como a opinião pública tem reagido positivamente à postura de Obama face à "crise do furacão Sandy" (78% dos americanos elogiam Obama nesta matéria, contra apenas 44% de Romney).


Nova pesquisa em Indiana mostra Joe Donnelly a frente de Mourdock por 11 pontos. Será que o GOP dará outra vaga de bandeja aos democratas? Seria a terceira. Parece que os republicanos estão fazendo o possível para que Harry Reid permaneça lider da maioria do senado.
Joao Felipe a 2 de Novembro de 2012 às 13:08

A confirmar-se as derrotas de Murdock no Indiana e Akin no Missouri, falta um terceiro elemento. Em 2003 foram três : Delaware, Nevada e Colorado :)
Nuno Gouveia a 2 de Novembro de 2012 às 16:21

O terceiro elemento que me refiro é o Maine, que era vaga certa para os republicanos até a desistência de Olympia Snowe.
Joao Felipe a 2 de Novembro de 2012 às 17:22

Sim, mas isso não será propriamente responsabilidade de ninguém. A senhora é que se cansou do jogo político. Estava a falar de maus candidatos seleccionados nas primárias..
Nuno Gouveia a 2 de Novembro de 2012 às 17:33

Sim, mas estava falando de vagas republicanas que cairam nas mãos democratas.
O terceiro nome poderia ser Deb Fischer, mas apesas da aproximação de Kerrey, penso que ela vencerá. Outros nomes poderiam ser Jeff Flake, Rick Berg ou Denny Rehberg.
Joao Felipe a 2 de Novembro de 2012 às 18:04

Esses não são maus candidatos e não se enquadram na categoria do outros.
Nuno Gouveia a 2 de Novembro de 2012 às 18:23

arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog