31
Out 12
publicado por Alexandre Burmester, às 17:05link do post

 

 

 

 

Tinha dito que faria esta previsão, e há que ser rápido, pois pretendo antecipar-me ao Larry Sabato, já que não quero ser acusado de plágio!;-)

 

Pois bem: prevejo um empate no novo Senado, o que dará ao Vice-Presidente um voto de qualidade.

 

Assim sendo, prevejo que os republicanos, que actualmente detêm 47 lugares, conquistem lugares no Nebraska, Montana, North Dakota, Virgínia e Wisconsin. Isto levá-los-ia a um total de 52 lugares, mas em contrapartida prevejo que Scott Brown seja derrotado no Massachusetts, além da perda para um independente do lugar vagado no Maine.

 

Pode haver variações, como o curioso caso do Missouri, onde Todd Akin, depois da sua famosa "gaffe", e talvez ajudado pelos excelentes números de Mitt Romney no estado, tem vindo a aproximar-se da Senadora Claire McCaskill. Mas acho que McCaskill se aguentará e mantenho a previsão de empate.

 

Quanto à Câmara dos Representantes, ninguém prevê outra coisa que não seja uma vitória republicana. Actualmente a maioria republicana na segunda câmara é de 50 lugares (241/191) - há alguns lugares vagos, o total de membros é de 435 - , pelo que a questão será apenas qual será essa maioria depois das eleições. Não creio que haja alteração de vulto e calculo que os republicanos fiquem com entre 236 e 240 lugares, e os democratas com entre 195 e 199.

 

 

Nota: o independente que será provavelmente eleito pelo Maine, Angus King, deverá alinhar com o grupo democrático no Senado.


De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds