25
Ago 12
publicado por Nuno Gouveia, às 01:13link do post

O documentário "Obama's America 2016", baseado num livro de Dinesh D'Souza, filho de indianos de Goa e com descendência portuguesa, alcançou esta sexta-feira o número um da box office do cinema americano. É provável que este filme anti-Obama seja ultrapassado ainda durante este fim de semana, como relata esta notícia, mas não deixa de ser um excelente indicador para os republicanos, que iniciam segunda-feira a sua Convenção Nacional em Tampa. Na próxima semana escreverei por aqui algumas impressões desta convenção, onde são esperados mais de 15 mil pessoas da área dos media. 


Nao vi o filme mas em vários videos no Youtube o autor deixa claro os argumentos contra o Obama.
Ele e o Michael Moore estao bem um para o outro. Argumentos simplistas, conspiratorios e na maioria das vezes descontextualizados.
Um dos grandes argumentos é que Obama herdou e pratica uma visão anti-colonialista do pai e tem uma espécie de "agenda secreta". Até 2012 houve alguma inversão na politica externa assim tão assinalável?
Se o filme ganhar "momentum" vai acabar por prejudicar os republicanos. Os "birthers" vem novamente à ribalta, mais lunaticos conspiracionistas na TV e os assuntos economicos ficam relegados para segundo plano.

Parabéns pelo blog







Guilherme a 25 de Agosto de 2012 às 13:26

Também não vi o filme. Concordo que na política externa, Obama não mudou muito.
Nuno Gouveia a 25 de Agosto de 2012 às 21:10

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds