25
Mai 12
publicado por Nuno Gouveia, às 16:14link do post | comentar

Ainda é cedo para dizer se a estratégia de campanha negativa de Obama está a resultar. As sondagens estão praticamente na mesma (empate técnico) e não há grandes indicações sobre o modo como os americanos estão a reagir a esta ofensiva do Presidente. Mas há sinais preocupantes para Obama, nomeadamente pelas reacções negativas que recebeu de companheiros de partido ou pela forma como a imprensa tem vindo a relatar esta fase da campanha. É esperado que nas próximas semanas prossiga esta estratégia da campanha, e lá para final Junho veremos se Obama conseguiu deslocar de Mitt Romney. Uma coisa é certa: Mitt Romney tem conseguido manter-se coerente e dentro da mensagem desde que as primárias terminaram (depois de ter cometido vários erros) e os seus números na angariação de fundos têm sido surpreendentemente positivos, ameaçando a vantagem financeira que Obama sempre teve.

 

Sobre a estratégia de Obama, aconselho este excente artigo do Politico

 

That’s the unmistakable reality for Democrats since Obama officially launched his re-election campaign three weeks ago. Obama, not Mitt Romney, is the one with the muddled message — and the one who often comes across as baldly political. Obama, not Romney, is the one facing blowback from his own party on the central issue of the campaign so far – Romney’s history with Bain Capital. And most remarkably, Obama, not Romney, is the one falling behind in fundraising. 


arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog