25
Mar 10
publicado por Nuno Gouveia, às 16:00link do post | comentar

O José Gomes André defende amanhã, sexta-feira, pelas 10h30, a sua tese de Doutoramento "Razão e Liberdade. A Filosofia Política de James Madison". Terá lugar na Reitoria da Universidade de Lisboa, na Sala de Doutoramentos.


Um abraço de força e sucesso, caro Zé!
José Miguel Pires a 25 de Março de 2010 às 20:12

Obrigado, caro José, e um abraço forte! Correu bem, felizmente :)

Boa sorte e parabéns adiantados!
João Luís a 25 de Março de 2010 às 21:19

Obrigado, caro João, abraço forte!

James Madison o supremo elitista dos Founding Fathers? O que é que a filosofia política de Madison tinha a ver com liberdade?

ateixeira a 26 de Março de 2010 às 12:46

Ah e obviamente deixo os meus parabéns e espero que tenha corrido bem.

Mas o Madison era mesmo um elitista!

Obrigado, acho que correu bem... Madison era um elitista e pouco tinha a ver com a liberdade? Bem, tento mostrar em 480 páginas o contrário. Como deve imaginar, é difícil resumir o argumento num post! :) Abraço!

Compreendo que seja muito difícil fazer isso num post (ainda mais difícil é fazer num comentário), mas se quiser podemos começar pelo Federalist Paper 10 e este texto aqui: http://avalon.law.yale.edu/18th_century/debates_626.asp

Para iniciar as hostilidades deixo só esta citação: "In all civilized Countries the people fall into different classes havg a real or supposed difference of interests. There will be creditors & debtors, farmers, merchts. & manufacturers. There will be particularly the distinction of rich & poor... In framing a system which we wish to last for ages, we shd. not lose sight of the changes which ages will produce. An increase of population will of necessity increase the proportion of those who will labour under all the hardships of life, & secretly sigh for a more equal distribution of its blessings. These may in time outnumber those who are placed above the feelings of indigence. According to the equal laws of suffrage, the power will slide into the hands of the former. No agrarian attempts have yet been made in in this Country, but symtoms, of a leveling spirit, as we have understood, have sufficiently appeared in a certain quarters to give notice of the future danger."

A meu ver basicamente O Madison diz que na sociedade sempre existirão ricos e pobres (e que os pobres sempre serão mais que os ricos) e que se os pobres tiverem nas mãos um poder político proporcional aos seu número surgirá a possibilidade de haver um "leveling spirit" que poderá tornar a vida difícil aos ricos.

Para além disso temos também a constituição americana: a meu ver um texto racista, misógino e profundamente elitista.

Ps: Obrigado por ter respondido ao comentário.

A minha tese era sobre razão e liberdade, não sobre razão e igualdade :) Madison era um elitista? Talvez. Depende do contexto em que lemos essa palavra. Aos nossos olhos? Certamente. Na sua época? Nem pensar. As ideias (como os documentos legais) não podem ser dissociados das épocas em que são produzidos.

Também acho que o contexto é muito importante, mas temos que ver que nessa época já havia pessoas a dizer que a haver liberdade a liberdade deveria ser para todos. E um homem que defende abertamente o enclausurar das pessoas pobres num sistema que lhes dá o menos poder político possível não parece ser um homem muito amante da liberdade.
Madison defendia a liberdade para os negros? E para os índios?

Mas sim realmente no contexto dos founding fathers o Madison não destoava mesmo nada, uma vez que tais pensamentos eram a norma naquele conjunto de "cavalheiros".

Uma última questão: por acaso leu o livro "A People's History of the United States of America"? do Howard Zinn.
ateixeira a 1 de Abril de 2010 às 02:37

arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog