29
Jun 11
publicado por Nuno Gouveia, às 11:04link do post

Não costumo corrigir erros que por vezes leio na imprensa portuguesa. Mas há um em particular que me incomoda, pois é constante ver este erro em peças de jornalistas que escrevem sobre os Estados Unidos. O que demonstra algum desconhecimento sobre a realidade política americana. Nesta peça do jornal "i", a jornalista chama ao tea party o "partido ultraconservador" e diz que ainda que Michele Bachmann é a única candidata do tal "partido". Bem, o tea party não é um partido, como qualquer pessoa que acompanhe minimamente a política americana saberá, mas antes um movimento descentralizado e sem liderança efectiva, composta por diversas organizações não conectadas entre si. E depois, ainda existe o candidato Herman Cain, o negro que tem vindo a surpreender nas sondagens e que é considerado um dos favoritos do tea party. Dizer que Bachmann é a única candidata do movimento também não é verdade. 


De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds