16
Mai 11
publicado por Nuno Gouveia, às 18:43link do post | comentar

Donald Trump anunciou hoje que não se vai candidatar à nomeação republicana. Se dúvidas houvesse, e na altura, muitos foram os que sempre alertaram para isso, incluindo este vosso humilde escriba, Trump nunca foi um sério candidato à presidência. Alguém acredita que Donald Trump teria sérias hipóteses de vencer a nomeação republicana, mesmo depois de ter aparecido em primeiro lugar em algumas sondagens? Charles Krauthammer, que o apelidou de palhaço, sempre manteve a ideia que isto tudo não passaria de um enorme golpe publicitário do milionário. Se dúvidas houvessem, hoje ficaram desfeitas pela declaração de Trump.


Depois das distracções dos últimos dois meses, o campo republicano começa agora a compor-se. Por enquanto é este: Mitt Romney, Newt Gingrich, Tim Pawlenty, Rick Santorum, Herman Cain, Ron Paul e Gary Johnson. Deverão juntar-se ainda Mitch Daniels, Jon Huntsman e provavelmente Michele Bachmann. Considero que Sarah Palin, devido às seus problemas de afirmação perante o eleitorado americano, deverá fazer o mesmo que Huckabee e retirar-se da corrida em breve. Se esta minha previsão estiver correcta, teremos quatro candidatos "credíveis" à Casa Branca: Romney, Pawlenty, Daniels e Huntsman. Newt Gingrich e Michele Bachmann poderão ter possibilidades de obter bons resultados em algumas primárias. É fraco? Não será o campo mais forte de sempre, mas como ainda há pouco tempo li algures, em todos os ciclos eleitorais se repete a mesma história. Se a economia estiver fraca em 2012, o potencial nomeado terá possibilidades de derrotar Barack Obama. Este parte como favorito, mas nada está garantido. 


Saudações do Brasil.

Ron Paul não é 'credível'? Pelo que ví ele está bem nas pesquisas, tem bem mais intenções de votos que Pawlenty e Daniels, por exemplo.

Além disso, temos que concordar que o velhinho é bom de discurso, e nas últimas eleições teve um relativo sucesso na arrecadação de doações.

Sem querer lhe influenciar, queria sua opinião mais detalhadas sobre a chances dele.

Abraços,
Bruno Aguiar a 18 de Maio de 2011 às 02:43

"Credível" no sentido que não tem possibilidades de vencer as primárias. Ele tem um núcleo de seguidores aguerrido e unido, capaz de lhe garantir dinheiro e organização para competir em diversas primárias. Mas fora do seu núcleo de apoio, que até terá crescido em relação a 2008, não consegue granjear apoio. As suas posições em determinados assuntos estão muito longe do mainstream republicano e por isso ninguém considera que ele pode vencer.

Em relação a Pawlenty e Daniels, as suas fracas sondagens advêm do facto que a maior parte dos americanos ainda não o conhecer. Quando se aproximar as primárias iniciais, do Iowa e New Hampshire, poderemos ver quem terá reais hipóteses de vencer. Mas estes, juntamente com Romney e até talvez Huntsman são considerados "credíveis" por diversos aspectos: tem currículo necessário para o cargo, poderão obter apoio nacional dos republicanos e dos grandes financiadores do Partido Republicano e são considerados os únicos na corrida que teriam uma real hipótese de derrotar Obama.

Cumprimentos para o Brasil :)

Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog