26
Jan 11
publicado por Nuno Gouveia, às 16:19link do post

Pela minha parte não tenho muito a dizer do discurso de ontem. Foi o discurso previsível, sem grandes novidades, e que marcou o regresso à tradição centrista de Bill Clinton. Não teve o brilho de outros, mas foi eficaz no sentido em que deverá ter mantido o clima de recuperação de popularidade iniciado no final do ano passado. Foi o primeiro discurso da campanha da reeleição e Obama anunciou ao que vinha: os tempos de radicalização fazem parte do passado, e agora é tempo de voltar a unir o povo americano em torno de ideias centristas. O GOP, que ontem até conseguiu quebrar com a tradição de más respostas ao discurso do Estado União, com o congressista Paul Ryan, não teve grandes motivos para sorrir. Além da boa resposta que o discurso de Obama parece ter suscitado na sociedade americana, a sombra do tea party ontem voltou a fazer das suas, com o discurso de Michele Bachmann a ofuscar a intervenção oficial do Partido Republicano. Enquanto Obama dirige-se ao centro, o Partido Republicano terá que lidar com um tea party acantonado à direita.



De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds