14
Mar 12
publicado por Nuno Gouveia, às 09:51link do post | comentar | ver comentários (8)

(Eric Gay/AP)


Grande noite para Rick Santorum. Porque venceu no Alabama e Mississippi, porque ultrapassou em larga medida as expectativas, porque Newt Gingrich não ganhou nenhum estado e está perto do colapso e porque Mitt Romney ficou em terceiro em ambos os estados. A noite não terá sido perfeita, porque Mitt Romney ganhou os caucuses do Hawaii e tambem na Samoa Americana e deverá acabar com mais delegados amealhados do que ele nestas quatro eleições (no Mississippi, Romney apesar de ficar em terceiro foi o que ganhou mais delegados). O que pode mudar após estas eleições? Se Gingrich retirar-se, ficará uma corrida a dois entre Santorum e Romney, o que poderá favorecer o antigo senador da Pensilvânia. No entanto, a matemática está do lado de Romney, e atenção às próximas eleições, dias 17 de Março (Missouri), Porto Rico (18) e Illinois (20). Em jogo estarão 139 delegados, e Romney já deverá ter certos os 20 delegados de Porto Rico, que têm um sistema de Winner Takes All. Romney continua o favorito mas... vai continuar a ter de lutar com Santorum, provavelmente até Junho. Para uma análise mais profunda deste dia, ficamos à espera das sempre interessantes e explicativas "notas" do José Gomes André. 

 

PS: Nota negativa para Ron Paul, que depois de muito prometer no inicio das primárias, eclipsou-se. Ontem teve 5% no Alabama e 4% no Mississippi.


publicado por Nuno Gouveia, às 01:40link do post | comentar

Ao contrário do previsto, esta poderá ser uma boa noite para Rick Santorum. Nas exit polls lidera no Alabama e aparece ligeiramente atrás de Romney no Mississippi. Mas a melhor noticia para ele, mesmo que Romney consiga vencer no Mississippi, são os resultados de Gingrich, que não deverá vencer nenhuma eleição hoje, o que tornará a sua situação nestas primárias insustentável. Uma retirada de Gingrich poderá favorecer Santorum, tornando estas primárias numa disputa com Romney. E se Santorum vencer ambas, como é perfeitamente possível, as primárias do Illinois da próxima semana tornar-se-ão muito relevantes. 


13
Mar 12
publicado por Nuno Gouveia, às 19:41link do post | comentar

 

O coração da América sulista vai hoje a votos, no Alabama (50 delegados) e Mississippi (40), dois dos estados mais conservadores do país. Estas duas eleições poderão ter consequências imediatas nas primárias republicanas. Se a geografia eleitoral anteciparia uma noite negativa para Mitt Romney, as previsões apontam para uma disputa acesa. As sondagens conhecidas indicam uma ligeira vantagem para Romney no Alabama e para Newt Gingrich no Mississippi. Rick Santorum não lidera nenhuma sondagem, mas dada a proximidade entre os três candidatos em ambos estados, nenhum cenário é de excluir. 

 

Estas primárias podem determinar o futuro de Newt Gingrich. Recentemente afirmou que teria de vencer num destes estados do Sul para manter viável a sua candidatura. Duas derrotas esta noite poderá signficar o seu afastamento da corrida. Mas se Gingrich conseguisse vencer as duas eleições, alteraria a dinâmica da oposição a Romney, ganhando algum "momentum" para as eleições seguintes. Uma vitória poderá mantê-lo em jogo durante mais algum tempo, mas não alterará em nada o rumo da sua candidatura.

 

Mitt Romney pode dar uma estocada final nos seus adversários, se vencer em ambos os estados sulistas. Tem sido acusado de não conseguir vencer no Sul e não convencer o eleitorado mais conservador. Uma dupla vitória significaria, provavelmente, o fim para os seus adversários. Se conseguir ganhar um deles (previsivelmente no Alabama), isso também ser-lhe-á extremamente favorável, pois mudará a narrativa desta campanha (não vence no Sul) e ganhará "momentum" para o resto do mês.

 

Rick Santorum pode sofrer um duro revés. Se não conseguir conquistar nenhum dos estados, isso significará que os seus adversários irão ocupar as manchetes. Um bom resultado de Newt Gingrich garantirá também a sua continuação, o que é contra os seus interesses. Mas esse é sempre um cenário mais atractivo que uma dupla vitória de Romney. Prevê-se que não tenha uma noite fácil. 

 

Hoje haverá também caucuses no Hawaii (20) e Samoa (9), que deverão cair facilmente para a coluna de Romney. 


Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog