02
Nov 10
publicado por Nuno Gouveia, às 10:00link do post | comentar

Em virtude da hora ainda não ter mudado nos Estados Unidos (a hora apenas muda no primeiro domingo de Novembro, enquanto na Europa muda no último de Outubro), hoje à noite haverá apenas quatro horas de diferença entre Lisboa e os estados da Costa Leste. Aqui está a lista das horas do fecho das urnas nos diferentes estados. O mais provável é que a contagem de várias eleições se alongue por longos dias e semanas, mas logo ao inicio da noite eleitoral poderemos ter uma ideia do que vai suceder.

 

Nancy Benac, da AP, aconselha aqui algumas das eleições a que devemos estar atentos ao inicio da noite. Aconselho também a leitura deste "guia para a noite eleitoral" de Ed Kilgore da The New Republic. Muito provavelmente logo nas primeiras horas saberemos se as sondagens estavam certas, e o Partido Republicano vai mesmo obter a maior vitória dos últimos 70 anos.


Bom dia,

O Era uma vez na América está novamente em destaque nos Blogs do SAPO, em http://blogs.sapo.pt

Boa continuação!

Pedro
Pedro a 2 de Novembro de 2010 às 10:21

Vi há pouco isto no twitter, um link "American Thinker". Não posso estar mais de acordo.

"A nation holds its collective breath. America's pivotal election is today. We will either put the brakes on the Democrat-socialists' drive to transform us into a failing European-style social democracy or we continue to hurtle toward the cliff of no return."Kyle-Anne Shiver in American Thinker

A verdade é esta. Isto é a América. Os americanos NÃO QUEREM o socialismo europeu. Um erro, uma política falhada como está à vista de todos.

E Obama não entendeu isso.

Mais.
Obama não entendeu que caiu no grande erro de atacar a religião, tendo chegado até a afirmar num discurso de que a "América já não é uma nação Cristã, mas sim uma nação de todas as religiões". Um erro. Só quem não conhece o lado profundamente religioso do povo americano pode ferir desta forma a sua sensibilidade.

Obama, na minha opinião, está a seguir o caminho errado de uma europa que está a caminho do colapso, tanto em termos económicos, sociais, como em termos de valores e principios.

Veremos se se mantém favorito para ganhar em 2012.


Salvador a 2 de Novembro de 2010 às 12:12

Umas notas sobre o guia do Kilgore:

- Os números das exit polls devem ser comparados com as exit polls de 2006, 2008 e com os sub-samples das sondagens deste ciclo para o mesmo estado. 40% de republicanos pode ser bom num sítio e mau noutro.

CNN EP04: http://tinyurl.com/57l72
CNN EP06: http://tinyurl.com/yxa6yu
CNN EP08: http://tinyurl.com/6b5xnm

- Desde 2000 e o episódio do Gore na Florida que as networks e as agências são extremamente conservadoras a fazerem calls. Por exemplo, em Santorum vs. Casey a diferença final foi de quase 20%, sabia-se quem ia ganhar ainda antes do dia das eleições e ainda assim demoraram quase 1 hora e meia a anunciar o vendedor.

Este ano há uma novidade, os resultados parciais deixarão de ser anunciados com a formula habitual "with x% of the precincts counted"; a nova formula será "with x% of the expected vote counted". Eu acho que isso lhes permitirá libertar do bloqueio psicológico que os tem vitimado na última década, mas não é certo. É bem possível que mesmo para eleições com uma diferença de dois dígitos se arraste a divulgação do vencedor. Para quem quiser conhecer os vencedores o mais cedo possível, é aconselhável acompanhar a divulgação das contagens parciais e ir fazendo as contas.

- Indiana é habitualmente lentíssima a contar votos. A não ser que tenham um novo sistema, saberemos resultados dos estados que fecham às 23, 23:30 portuguesas.

- IN-08 cairá para os republicanos. IN-09 é um bom bellwether. IN-02 não estou certo, há um gap muito largo entre a qualidade dos candidatos. O Chandler aguentar-se-á em KY-06, o NRCC deixou de gastar dinheiro em IEs neste distrito esta semana. KY-03 é um distrito interessante. Se o Yarmuth estiver em dificuldades, a perder ou com uma vantagem curta, vai ser uma noite difícil para os democratas.

- Se os republicanos ganharem FL-22, FL-25, VA-11 e GA-02, é muito possível que isso signifique o floor para os ganhos estará na ordem dos low 50s. FL-03 é outro distrito a ter em atenção. Se o candidato republicano estiver perto neste distrito é sinal de que as minorias ficaram em casa, um sintoma horrível para os democratas. Os republicanos terão de ter ganhos substanciais aqui: se uma maioria de VA-02, VA-05, VA-09, VA-11, FL-02, FL-08, FL-22, FL-25, FL-24, GA-02, GA-08, SC-05 não cair, é mau sinal.

- Em 1994 foi com os resultados de NC que comecei (eu e muita gente) a perceber o que estava a acontecer. NC-02, NC-07, NC-08,NC-11 são dos distritos a que é preciso ter mais atenção: se o GOP conquistar 1 ou 2 destes lugares, significa que muito provavelmente conquistará a maioria, se vencer 3, que terá ganhos largos, se os vencer a todos, pode ser uma noite histórica.

WV-01 será bom para aferir como se aguentarão os blue dogs nos distritos pobres do sul, midwest e apalachians.

Sintomas de um blowout para o GOP serão vitórias em OH-06 e OH-18.

A partir desta altura já se terá uma ideia clara do que está a acontecer.
H. a 2 de Novembro de 2010 às 15:14

"A verdade é esta. Isto é a América. Os americanos NÃO QUEREM o socialismo europeu. "

Há cada vez mais, duas ou mais Américas, isso sim, e longo prazo a América é mais um império candidato a implosão.
Carlos Novais a 3 de Novembro de 2010 às 10:19

Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog