14
Dez 12
publicado por Nuno Gouveia, às 11:19link do post | comentar

A composição da Administração de Barack Obama permanece no segredo dos deuses. Muita especulação, mas zero confirmações. A única certeza é que teremos um novo governo com muitas caras novas. E nos principais cargos, serão só novidades. Para Secretário de Estado o nome de Susan Rice andou nas bocas do mundo, mas o ataque preventivo dos republicanos à embaixadora dos EUA na ONU deu resultados: ontem anunciou que retirou o seu nome da lista de potenciais sucessores de Hillary Clinton. Deste modo, o senador John Kerry, que até ao momento tinha vindo a ser apontado para o Pentágono, é agora o nome mais forte para a diplomacia norte-americana. Não terá grandes dificuldades em ser aprovado no Senado. Chuck Hagel, senador republicano até 2008, e que se afastou do partido após a guerra do Iraque, é o nome de que foi apontado ontem como futuro Secretário da Defesa. A Casa Branca já desmentiu que esta informação. No entanto, este seria um nome, apesar de republicano, com sérias dificuldades para ser aprovado no Senado. As grandes inimizades que conquistou entre as fileiras republicanas dificultariam o seu processo de aprovação. Rice poderá ainda ter lugar no governo de Obama, mas como Conselheira Nacional de Segurança, onde não precisará de ser confirmada no Senado. O cargo de Secretário de Tesouro deverá também ter novo inquilino, depois da mais que provável saída de Timothy Geithner. Um dos nomes referenciados é o actual Chefe de Gabinete de Obama, Jack Lew, um veterano da Administração Clinton. Desta forma, Obama poderá ter de escolher o seu quarto chefe de Gabinete, depois de Rahm Emanuel, Bill Daley e do próprio Lew. Outras potenciais alterações poderão ter lugar nos cargos de Procurador Geral e no Departamento de Segurança Nacional.


Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog