05
Nov 12
publicado por Alexandre Burmester, às 21:29link do post | comentar

À boca das urnas, as mais recentes sondagens - de facto "tracking polls" - da Rasmussen e da Gallup dão o mesmo resultado. A Gallup tinha interrompido as suas sondagens desde o Furacão Sandy, mas é de notar que, antes desse fenómeno natural, vinha dando vantagens de 4% a 6% a Mitt Romney.

 

Aparentemente a boa resposta - pelo menos do ponto de vista mediático - do Presidente Obama ao furacão granjeou-lhe alguma simpatia de última hora.

 

Está tudo mesmo muito renhido. Amanhã a Rasmussen publicará ainda uma sondagem. Acho que vai ser uma longa noite, e, se calhar, mais que isso, pois os regulamentos de contagem dos votos dos ausentes no crucial estado do Ohio poderão atrasar o resultado algumas semanas, caso nenhum dos candidatos aí obtenha uma vitória suficientemente clara. Diga-se, a este propósito, que os candidatos democratas costumam conseguir uma votação nacional superior à que obtêm no Ohio, pelo que estas sondagens não são, aparentemente, muito simpáticas para Obama.

 


bom dia: http://fivethirtyeight.blogs.nytimes.com/2012/11/06/nov-5-late-poll-gains-for-obama-leave-romney-with-longer-odds/?hp
Guilherme N a 6 de Novembro de 2012 às 07:14

caro alexandre. acho que está em mais que altura de admitir que o seu candidado não tem qqr hipotese. basta ver todas as sondagens dos 11 swing states. não entendo a fixação de que o romney está à frente das sondagens....
acostal a 6 de Novembro de 2012 às 09:16

Meu caro,

Dizer que Romney não tem qualquer hipótese é uma afirmação arrojada. Está tudo muito renhido e é difícil fazer um prognóstico. Mesmo nos swing states, está tuo, praticamente, dentro da margem de erro, e no Ohio a Rasmussen dava ontem os dois candidatos empatados.

Já aqui previ, há dias, uma vitória de Romney, mas parece-me evidente, como aliás salientei no que escrevi neste artigo, que as coisas se modificaram nos últimos dias. E não há qualquer fixação: a Rasmussen e a Gallup continuam a dar ligeira vantagem a Romney.

alexandre, experimente este link. 85 vs 15 é muita diferença...

http://www.nytimes.com/interactive/2012/11/02/us/politics/paths-to-the-white-house.html?ref=politics
acostal a 6 de Novembro de 2012 às 16:42

Mas é sabido que Obama tem mais "caminhos" para a vitória, sem dúvida. Mas isso e as sondagens são coisas diferentes.

Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog