23
Out 12
publicado por Alexandre Burmester, às 17:42link do post | comentar

Nos últimos dias as sondagens da Gallup têm surpreendido muita gente, por darem a Mitt Romney vantagens nacionais de 5 a 7 pontos, até pelo facto, nada despiciendo, de mais nenhuma empresa de sondagens apresentar números tão desiquilibrados.

 

Pois bem, hoje a Rasmussen - que tal como a Gallup organiza uma "tracking poll" - dá a Romney uma vantagem nacional de 50%/46%, e uma vantagem de 50%/45% nos "swing states".

 

Será que os números das duas empresas estão a convergir, e a corrida a tornar-se mais clara e menos indecisa? Aguardemos a evolução nos próximos dias e, já agora, os números de outras "tracking polls", como a TIPP. 


A mesma Rasmussen dá 50% de aprovação para Obama ????
O fato é que no momento Romney é o favorito no voto popular. A questão é o tamanho de sua vantagem. Se for menos de 1% aposto na reeleição de Obama. Por mais que isso, o republicano deve levar. A média atual do RCP é de 0,7%.
P.S.: Qual será a tal \"bomba\" de Trump?
Joao Felipe a 23 de Outubro de 2012 às 19:49

A Gallup é um nome credível mas também já errou como acontece a todos.Na eleicão de 2008 dava uma vantagem de 11 pontos a Obama e ele acabou por vencer por pouco mais de 7 pontos percentuais.Vale o que vale...mas não acredito numa vantagem tão folgada de Romney a esta altura da corrida.
Carlos Pereira a 23 de Outubro de 2012 às 19:58

Mas já a Rasmussen foi a que mais precisa previsão fez em 2008, e daí eu falar na vetusta Gallup e na assomadiça Rasmussen no mesmo artigo.

De uma coisa estou certo: há neste momento grande preocupação no campo democrático (dos dois lados do Atlântico, diga-se;-)).

Isso é verdade, já os republicanos já falam em 300 votos eleitorais.
Mas como disse, ainda acho que os democratas podem surpreender no comparecimento, como fizeram em Nevada e Colorado em 2010. Hoje li uma noticia que a votação antecipada na Carolina do Norte vai bem para eles. Se bem que isso não é um fato concretizado.
Joao Felipe a 23 de Outubro de 2012 às 20:34

Conhece a expressão "clutching at straws", meu caro? Era o que a campanha de John McCain fazia por esta altura em 2008, incluindo um desesperado comício de última hora na Pensilvânia.

Não quero com isto dizer que ache que Romney vai ganhar, mas que está na dianteira e em excelente posição, isso parece-me inegável.

Não acredito que o Romney vá na dianteira, o Obama tem um caminho mais favorável para os 270 votos do que o Romney, basta-lhe vencer no Ohio e Winconsin e nesses dois vai à frente. Não esquecer que o ground game e o o Get Out to Vote de Obama é superior ao do Romney. Outra aspecto, mas aqui não tenho a certeza, mas penso que a Gallup e a Rasmunsen não usam números de telemóvel, apenas telefones fixos.
HCarvalho a 23 de Outubro de 2012 às 20:56

Além de que estas sondagens da Gallup e Rasmunsen podem ser o antídoto para a apatia Democrata que se falava há uns meses atrás, sabendo que a vitória não está garantida para Obama pode levar muita gente às urnas para evitar mais 4 anos negros sob admnistração republicana.
HCarvalho a 23 de Outubro de 2012 às 20:59

Pelo contrário , meu caro. Este género de sondagens é que costuma desmobilizar o eleitorado daquele que vai atrás.

"[Romney] está na dianteira e em excelente posição".

E pensar que o Alexandre criticava os apoiantes de Obama por dizerem que ele era um claro favorito! As coisas mudam :)

Cá estaremos para confirmar dia 6. Eu acho que o Alexandre está a tornar-se num obamista ao contrário. Em género de "wishing is becoming". Olhe que pode dar para o torto...

Abraço!

Mas o Romney não está na dianteira? (vide média de sondagens da Real Clear Politics). E não está em excelente posição quando a Gallup e a Rasmussen lhe dão um mínimo de quatro pontos de vantagem? Não sei em que o que escrevi possa comparar-se com o triunfalismo pró-Obama a que ainda há pouco se assistia.

Abraço

Não, não está na dianteira, no Colégio eleitoral que é o que conta, o Obama têm um caminho mais folgado. Não se esqueça de outra coisa, a sondagem da Gallup dá 5 pts de vantagem ao Romney, mas se vermos dos dados segundo a região de pesquisa, o Obama têm uma vantagem entre 5 a 7 pts em todas as regiões, menos no Sul, aí o Romney tem uma vantagem de 22 pts, é esse diferencial no Sul que dá este resultado. Este excelente artigo explica porque não se deve dar muita importância à sondagem da Gallup
http://fivethirtyeight.blogs.nytimes.com/2012/10/18/gallup-vs-the-world/

E antes que diga que o Nate Silver não é de confiança, só lhe quero lembrar que neste momento na internet é o maior especialista a descodificar as sondagens, o próprio Real Clear Politics é pró-republicano e vocês não se cansam de o citar.
HCarvalho a 24 de Outubro de 2012 às 15:20

"o maior especialista"

LOL
Nuno Gouveia a 24 de Outubro de 2012 às 16:52

Dianteira nas sondagens nacionais, mas com uma margem tão pequena que torna necessário atendermos à situação do Colégio Eleitoral. E o que temos aí? Sem toss-ups, vantagem na média da RCP; vantagem no Ohio, Iowa, Nevada, Wisconsin, Virgínia empatada. Mercados electrónicos dão vantagem a Obama. Caríssimo, o seu triunfalismo pró-Romney só é assistido pelo Dick Morris :)

A corrida está empatada, com ligeiríssima vantagem para Obama se eleição fosse hoje. Não há outro modo de olhar para o estado da coisa!

Abraço!!

A corrida está tão empatada como o Benfica ontem ao fim da tarde em Moscovo, caro José Gomes André!;-) O que me surpreende é que uses argumentos do tipo "Jorge Jesus"!:-)

Se Obama gozasse das vantagens na Gallup e na Rasmussen de que neste momento Romney goza, já estaria por aí um festival de triunfalismo. Não é essa a minha posição: acho neste momento Romney o favorito, mas ainda faltam quinze dias.

Claro que há outro modo de "olhar para o estado da coisa" - quanto mais não seja, o meu!:-))

Abraço

Bastaria, aliás, ter-se estado atento ao comportamento de Obama nos dois últimos debates para se perceber que até ele acha que está, nesta altura, em desvantagem! :-))

Tem razão, mas estamos num empate técnico. Em 2008 McCain estava bem atrás.
P.S.: Ô Maisvalia, se for dá pitaco dê aqui e não no outro blog.
Joao Felipe a 23 de Outubro de 2012 às 23:27

Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog