12
Out 12
publicado por Nuno Gouveia, às 19:38link do post | comentar

 

Joe Biden esteve melhor do que Paul Ryan, se considerarmos apenas o que foi dito por ambos os candidatos. Se eu tivesse lido apenas a transcrição do debate ou até ouvido na rádio, provavelmente diria que o actual Vice Presidente tinha ganho o debate. Mas o pior para a equipa democrata é que foi televisionado. As constantes interrupções, as gargalhadas fora de tempo (rir-se do assassinato do embaixador da Líbia?) e o tratamento condescendente em relação a Paul Ryan terão estragado a noite à equipa de Obama. Além disso, e apesar dos bons momentos de Biden, foi Paul Ryan quem teve atitude mais correspondente ao cargo de Vice Presidente. Notou-se a inexperiência neste tipo de confronto, e por vezes parecia demasiado complexo nas suas explicações. Mas a teatralidade exagerada do seu adversário tê-lo-á ajudado a ultrapassar este teste. Por isso concordo com a avaliação que o Alexandre fez deste debate: um empate. Mas este debate pouco ou nada contará nesta campanha. Ao contrario de há quatro anos, quando mais de 70 milhões de pessoas viram o embate entre Joe Biden e Sarah Palin, ontem apenas 46 milhões* de americanos o seguiram em directo. Portanto, nada de novo nesta corrida. 

 

PS: hoje as sondagens continuam a mostrar Mitt Romney na liderança a nível nacional, e com bons resultados em swing-states (New Hampshire, Virgínia, Florida e Colorado). Até ao debate da próxima semana, o republicano deverá continuar na frente da corrida, e até obter melhores números nos swing-states. 


*inicialmente escrevi 28 milhões, mas ao final do dia os números foram actualizados. 


Pois, o primeiro e mais famoso debate de todos os tempos, o primeiro debate Kennedy-Nixon em 1960, teve um efeito oposto: quem viu na televisão, porventura fascinado com o estilo tisnado e penteadinho de John Kennedy - em contraste com a permanente barba das 5 da tarde de Richard Nixon- achou que o Senador ganhara. Mas, por exemplo, Lyndon Johnson, candidato a Vice-Presidente com Kennedy - ouvindo o debate pela rádio no seu rancho no Texas, ficou alarmado, pois achou que Nixon vencera claramente...
Alexandre Burmester a 12 de Outubro de 2012 às 22:06

Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog