27
Set 12
publicado por Nuno Gouveia, às 18:03link do post | comentar

O primeiro debate é já a 3 de Outubro (próxima quarta-feira), e ambas as campanhas já preparam caminho. E como sempre, as expectativas por vezes são muito relevantes para no final dos debates se "declarar" o vencedor. Claro que isso será sempre subjectivo, e em última análise, o facto mais relevante será a reacção dos eleitores, independentemente do que os comentadores digam. George W. Bush em 2000 entrou no debate com perspectivas de ser destroçado por Al Gore. Como acabou por ter uma prestação aceitável, acabou por sair vencedor. Em 2008 esperava-se o pior de Sarah Palin contra Joe Biden. Como tal não sucedeu, a opinião convencional foi que houve um empate entre eles. Este ano Obama parte como favorito, até pelo rumo da campanha. A expectativa mediática é que irá derrotar Romney. Além disso, não está tão pressionado como o seu adversário, e até pode bem dar-se o caso de sair "derrotado" nos debates e acabar por ser reeleito. Em 2004 foi mais ou menos convencional que John Kerry teve melhores prestações do que George W. Bush, mas isso nada lhe valeu. O "cómico" disto tudo: ambas as campanhas, de forma descarada, já andam a "elevar" os dotes de debate dos seus adversários. Hoje Jay Carney disse que "Obama tornou-se o nomeado do Partido Democrata em 2008, apesar da sua prestação nos debates" contra Hillary Clinton. Há uns dias, David Axelrod disse que Romney parte com muita vantagem, até porque já participou em imensos debates neste ciclo eleitoral e teve "excelentes prestações". Rob Portman, que está a fazer de "Obama" nos ensaios com Mitt Romney, elogiou as qualidades de Obama nos debates e disse que este era muito difícil de derrotar. Até 3 de Outubro, os elogios mútuos vão continuar, mas, se a expectativa é que Obama vença (ele que até nem é particularmente bom neste tipo de performances), é Mitt Romney quem tem mais a perder (ou a ganhar). E, diga-se, o primeiro debate deverá ser o mais relevante dos quatro. 


Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog