06
Ago 12
publicado por Nuno Gouveia, às 23:23link do post | comentar

Segundo os media, Rob Portman, Tim Pawlenty, Bobby Jindal, Marco Rubio e Paul Ryan serão os mais fortes candidatos a serem escolhidos por Mitt Romney para Vice presidente, mas não ficarei surpreendido se a escolha recair num outro nome. O jornalista Mark Halperin, um dos tipos mais espertos da imprensa americana, escreve hoje sobre o que se vai passar nos próximos dias, nomeadamente sobre o que vai dominar a imprensa e as jogadas de bastidores. A ter em conta:

 

  • Romney’s advisers can manipulate the guessing game effortlessly, and they know it. Many political reporters trying to break the story will take any morsel and go with it.
  • Boston will almost certainly engage in some feints in order to build up suspense and throw the media off the scent.
  • Watch Drudge closely for both hints and feints.
  • Unless you have been directly involved in one of these, you can’t believe the number of calls and emails that will go from journalists to Romney campaign officials from now until the pick is made public, with pleas such as “My career will be hurt if I don’t break this,” “My career will be made if I break this,” and “I don’t need to break it, but please be available to confirm the story right away for me if someone else breaks it.”
  • We’ve never had a veepstakes like this, with so much new media and social media. That gives Boston fresh opportunities, and also presents new challenges for keeping the pick a secret.
  • Just because the Romney campaign announces some future scheduled events doesn’t mean they can’t cancel them.
  • One big variable: does Boston want to keep the identity of the selectee a secret until the morning of the announcement? If so, they have to be clever about moving bodies around — unless the pick is not someone the media is currently tracking/watching.
  • If Romney calls the runner-up short-listers to tell them they aren’t being picked, he will almost certainly not tell them whom he is picking.
  • Smart news organizations will track charter planes, the schedules and movements of the adult children of potential picks, hairdressers, and printers.
  • Given modern technology, the length and depth of preparation, and the ethos of the Obama campaign, Romney’s pick will be hit harder and faster than any selection ever.

Romney conseguiu pelo terceiro mês seguido superar Obama na arrecadação. Com essa média se mantendo até novembro, e os PACS, Romney terá importante Vantagem financeira. O alívio de Obama é que ele pode contar com a exposição presidencial, tem reservas acumuladas desde 2011 e sua vantagem organizacional é avançada (Romney ainda terá de investir nisso), mas é bom ele ir importunando Buffett e outros se não quizer ficar para tràs
Joao Felipe a 7 de Agosto de 2012 às 00:10

Se olharmos os ultimos 3 meses, Romney arrecadou 76 milhões a mais que Obama. É mais que os 75 milhões do antigo financiamento publico. Estou impressionado. Veremos como o presidente lidará com esta situação.
Joao Felipe a 7 de Agosto de 2012 às 11:28

Mesmo assim, não sei se conseguirá ultrapassar Obama até Novembro, pois a vantagem até Maio era enorme. Agora, parece-me que terá mais dinheiro para investir nestes últimos três meses do que Obama, pois até ao momento tem gasto pouco dinheiro.

E com a aparente determinação do magnata de Las Vegas Sheldon Adelson em "gastar sem limites" para derrotar Obama, vamos estar a falar de números astronómicos.

A mulher de Romney, Ann, estará em Londres até 5ª feira, onde assiste aos Olímpicos, onde participa um seu cavalo.

Será que Romney só fará o anúncio após o seu regresso?
Alexandre Burmester a 7 de Agosto de 2012 às 12:11

A minha aposta sempre foi no pós Jogos Olímpicos. As atenções das TVs e jornais andam demasiado ocupadas com as medalhas (se bem que esta semana no Atletismo não tem corrido muito bem).
Nuno Gouveia a 7 de Agosto de 2012 às 12:18

Mas com os Super PACS, ele pode supera-lo. Acho bom ressaltar essa qualidade de Romney (a arrecadação) pois aqui no Brasil se dá mais atenção aos seus defeitos. De resto me parece assim, Romney terá vantagem Financeira e Obama um caminho mais fácil no Colégio Eleitoral. Disputa muito interessante.
Joao Felipe a 7 de Agosto de 2012 às 12:23

Mudei de opinião. Acho que Romney deveria arriscar um pouco e escolher Rubio. Ele tem apelo popular e ninguém ligará para o fato dele ser inesperiente. Esse negócio de ganhar sem riscos me lembra um tal de Thomas Dewey. Até porque evitar riscos é a atitude de quem está liderando, o que não é o caso do republicano.
Joao Felipe a 7 de Agosto de 2012 às 12:42

Quanto a Adelson, (que eu, como evangélico, não entendo como conservadores religiosos não se envergonham de se aliar a alguém que ganha a vida lucrando sobre a devassidão alheia) ele falhou nas primárias quando apoiou Gingrich. Estou mais inclinado a achar que ele falhará de novo, desta vez na eleição geral. :-)
Joao Felipe a 7 de Agosto de 2012 às 12:48

Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog