04
Abr 12
publicado por Nuno Gouveia, às 23:10link do post | comentar

Apesar de Mitt Romney ainda não ter conquistado a nomeação, a especulação para o nome que o vai acompanhar no ticket republicano contra Barack Obama há muito começou. Devo dizer que concordo com o que o Alexandre Burmester escreveu na semana passada: Marco Rubio é o mais sério candidato ao lugar e é o mais provável parceiro de Romney. Mas há mais nomes na shortlist e a equipa de Romney estará já a estudar o mais possível as vantagens e desvantagens de cada um. 

 

Na última semana outro nome emergiu no topo da lista de Romney: o congressista do Wisconsin, Paul Ryan, uma jovem estrela em ascensão no Partido Republicano, que tem uma vantagem sobre Rubio: muita experiência. Como apenas 42 anos, é congressista desde 1999 e é considerado o líder dos fiscal conservatives. Tem liderado o GOP na batalha do orçamento e no combate ao défice, e seria um acréscimo de conhecimento e substância ao ticket. A seguir a Rúbio, Ryan é talves a mais forte possibilidade.


Mais nomes com hipóteses? Se Romney pretender acrescentar experiência governativa ao ticket, três nomes têm sido muito falados: o senador Rob Portman do Ohio, antigo congressista e membro da administração Bush. Além disso é de um swing state e é respeitado pelos circulos conservadores. O governador da Virginia, Bob McDonnell, com altos indices de popularidade no seu estado, poderia ajudar a conquistar a Florida e a base conservadora. Chris Christie, governador de New Jersey, uma das estrelas nacionais do Partido Republicano, tem sido apontado. As suas hipóteses são mais ténues, pois, apesar de muito respeitado pelo establishment, é considerado moderado como Romney. 

 

Escolhas que, apesar de serem pouco conhecidos a nível nacional, estarão a ser analisados pela equipa de Romney. A governadora do Novo México, Susana Martinez, seria uma escolha do estilo de Sarah Palin, pois é totalmente desconhecida. Seria uma importante adição ao ticket republicano: hispânica e mulher. Luis Fortuño, governador de Porto Rico, tem sido outro dos nomes ventilados pelo circulo de Romney. 

 

Mais nomes? Há para todos os gostos: a antiga Secretária de Estado Condoleezza Rice e o governador do Nevada, Brian Sandoval (não acredito nestes dois, pois são pro-choice), os senadores John Thune do Dakota do Sul, Kelly Ayote do New Hampshire ou os governadores Mitch Daniels do Indiana, Bobby Jindal da Lousiana e Tim Pawlenty do Minnesota.


Não me parece que o Rubio seja uma boa escolha, a sua carreira estadual, segundo dizem, está marcada por vários casos e declarações que um bom opposition researcher pode desenterrar, duvido que os republicanos queiram outro pesadelo com a escolha do VP depois do caos com a cabeça oca de Wasilla. Além disso, o ganho com o eleitorado latino seria quase nulo, o eleitorado cubano continua a ser predominantemente republicano e o resto do eleitorado latino está de tal modo afastado dos Republicanos e das suas políticas anti-imigração que duvido que esta escolha os faça mudar de opinião.
HCarvalho a 5 de Abril de 2012 às 14:51

E a governadora da Carolina do Sul Nikki Haley poderá ser uma boa hipótese para VP?
Márcio David a 5 de Abril de 2012 às 16:00

Que Nikki Haley seria provavelmente uma boa escolha não duvido, mas que seja ela a seleccionada já duvido muito.

Além disso, Nikki Haley tem tido alguns problemas no estado. Com os conservadores, mas também problemas legais. E a sua popularidade no estado anda pelas ruas da amargura. Apesar de poder estar na shortlist, esta não acredito mesmo que seja nomeada. Tal, como disse no texto, como Condi ou Sandoval.

Assumindo que:
1) Um VP adequado agrega força ao candidato em setores ou regiões em que se percebe uma deficiência
2) Um bom VP não deve ser bom demais a ponto de ofuscar o candidato, nem ruim a ponto de lhe causar problemas.

Assim, vejo como melhores opções:

Marco Rubio: Popular com o Tea-Party, hispânico, proveniente de um Swing State.
Susana Martinez: Hispânica, mulher, e o Novo México votou com os Republicanos em 2004 (que foi uma eleição relativamente apertada; então uma vitória de Romney lá, mesmo que improvável, é possivel).

Concordo que Rubio é o favorito, com as apostas em Paul Ryan crescendo nos últimos dias. No entanto, eu creio que o partido republicano precisa desesperadamente se reaproximar do eleitorado feminino, onde Obama tem uma vantagem superior a 10 pts, segundo as últimas pesquisas. Além disso, por conta de algumas declarações e posições no curso das primárias, Romney terá que fazer um "Etch-A Sketch" junto ao eleitorado latino.

Por outro lado, na hipótese de Santorum não desistir imediatamente, e conseguir sobreviver durante o mês maio, mantendo o clima carregado e beligerante das primárias, é possível que Romney tenha que fazer um movimento para se reconciliar com os conservadores sociais. Embora eu ache impossível esses eleitores votarem em Obama, eles podem simplesmente não votar. Então um prolongamento da disputa pode levar Romney a escolher um VP para acalmar a base evangelical e sulista do partido. Nesse cenário, alguém como o Governador Bob Jindall (Lousianna) poderia ser lembrado.

Nehemias


Nehemias a 5 de Abril de 2012 às 19:50

Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog