07
Fev 12
publicado por Nuno Gouveia, às 19:16link do post | comentar

Os políticos são hipócritas. Faz parte da actividade. Quando surge uma situação indesejável, rapidamente assumem o que antes negavam. Barack Obama em 2008 acabou com o sistema de financiamento público das campanhas americanas quando optou por recorrer ao financiamento privado (nas eleições gerais), ao invés do que anteriormente tinha prometido. A razão foi simples: optando pelo sistema de financiamento público, tal como John McCain fez, Obama estaria limitado a gastos na ordem dos 85 milhões. Optando pelas contribuições privadas na campanha para as eleições gerais, Obama esmagou McCain nos gastos.

 

Passado quatro anos e temos uma nova realidade na política americana. Com a decisão do Supremo Tribunal em 2010 em acabar com o limite de contribuições individuais para as super pacs (organizações políticas independentes dos partidos e candidatos), estas ganharam uma relevância enorme na luta política. E se no ciclo de 2010 os republicanos aproveitaram estas organizações para equilibrarem (e em muitos estados superarem) os investimentos em relação aos democratas, nestas primárias estão a ter um papel ainda mais relevante e decisivo. A campanha de Mitt Romney tem aproveitado imenso a capacidade financeira destas Super Pacs, que têm recebido milhões de dólares de alguns apoiantes seus milionários. A sua função tem sido principalmente uma: atacar os adversários, especialmente Newt Gingrich. E para isso investiram milhões em campanhas negativas nos meios de comunicação social. Numa campanha onde se prevê que Barack Obama vá ter mil milhões de dólares à sua disposição, os republicanos contam com estas super pacs para poderem equiparar-se aos gastos milionários do Presidente. Mas Barack Obama, que até ao momento sempre criticou as super pacs e o seu papel nefasto na política (tal como o tinha feito anteriormente com o financiamento privado), deu ordens no ano passado para que um antigo colaborador, Bill Burton, organizasse uma super pac, a Priorities USA Action. Hoje veio a confirmação por parte da campanha de Obama que estão a pedir aos apoiantes para contribuírem para esta super pac. 


Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog