06
Fev 12
publicado por Nuno Gouveia, às 23:07link do post | comentar

  

 

Colorado -  Segundo uma sondagem recente da PPP, Mitt Romney deverá vencer estes caucuses com relativa facilidade. A expectativa é que Rick Santorum fique em segundo lugar, seguido de Newt Gingrich e Ron Paul. São atribuídos 36 delegados.

 

Minnesota - A maior incerteza das eleições de amanhã. Na última sondagem, Rick Santorum apareceu ligeiramente à frente de Mitt Romney, seguido de perto de Newt Gingrich e Ron Paul. Devido à natureza dos caucuses, atribuiria alguma vantagem a Mitt Romney e Ron Paul, pela capacidade de mobilização e máquina no terreno. São atribuidos 40 delegados

 

Missouri - Irão realizar-se amanhã umas primárias... que não contam para nada. Os 52 delegados apenas serão atribuídos nos caucuses do dia 17 de Março. No entanto, o interesse desta primária resume-se a saber se Rick Santorum conseguirá derrotar Mitt Romney, pois Newt Gingrich não consegui qualificar-se para constar do boletim de voto. 

 

Tendência: Depois de uma semanas horríveis onde apenas descaracterizou a sua campanha, Newt Gingrich pode começar amanhã a perder o lugar de opositor directo de Mitt Romney. Rick Santorum está bem colocado para conseguir uma vitória amanhã (Minnesota) e pode substituir Gingrich na pole position para adversário conservador. Ron Paul, que tem desiludido um pouco depois do New Hampshire, tem amanhã no Minnesota uma das últimas oportunidades para vencer uma eleição. Romney deverá ter mais um bom dia. 


No Real Clear Politics uma pesquisa do PPP indica uma vantagem de 9 pts de Santorum sobre Romney em Minnesota. Somando a (provável) vitória no "beauty contest" de Missouri, diria que Santorum terá um excelente dia.

Romney, porém, deve ganhar nas primárias de Colorado.

Enquanto isso, em Maine, Ron Paul tem a grande chance de obter sua primeira conquista. E como os resultados serão conhecidos apenas no sábado, terá seus 15 minutos de fama gratuitos.

Disso tudo, teremos:

Romney terá ganho em New Hampshire, Florida, Nevada e, provavelmente, no Colorado. Empatou com Santorum em Iowa. Todos esses estados são battleground states onde, efetivamente, a disputa presidencial se travará. Romney terá elementos para afirmar que sua candidatura tem suporte da base republicana nos lugares onde realmente mobilização será necessária.

Santorum, por outro lado, já ganhou em Iowa, e, se as pesquisas estiverem certas, devem somar triunfos em Missouri e Minnesota. Estados vizinhos, e futuros campos de batalha da guerra da reeleição (ou não) do Presidente Obama. Qualquer chance republicana passa pela vitória nesses estados (que dependerá da mobilização de seus partidários).

Em minha opinião, Gingrich será o maior perdedor de hoje. O que adianta ganhar na Carolina do Sul, (ou Texas, ou Alabama...)? O principal argumento de Gingrich, de que é capaz de incendiar os conservadores, e mobiliza-los, faz pouco sentido se não consegue o apoio da base republicana nos estados em que essa energia será mais necessária.

Nehemias
Nehemias a 7 de Fevereiro de 2012 às 17:57

Gingrich está de cabeça perdida e tem demonstrado porque razão nenhum dos conservadores americanos que costumo ler e ouvir atribuía credibilidade à sua candidatura. Está a demonstrar que não tem estofo presidencial..

Em relação ao seu comentário só discordo de um ponto. Não acredito que o Minnesota se vá transformar num battleground state, pois tem votado democrata e acredito que assim continuará. Em relação ao Missouri, a mesma coisa, mas para o lado republicano. Foi o único dos swing states que McCain venceu em 2008 e acredito que voltará a estar na coluna republicana.

Um abraço.
Nuno Gouveia a 7 de Fevereiro de 2012 às 22:52

"O que adianta ganhar na Carolina do Sul, (ou Texas, ou Alabama...)? "

Penso que as regras das primárias republicanas (e provavelmente também as democratas) dão representação acrescida aos estados que costumam votar no partido nas presidenciais, o que pode ter o efeito perverso de beneficiar os candidatos com mais apoio nos sítios em que o partido não precisa de bons candidatos
Miguel Madeira a 8 de Fevereiro de 2012 às 00:23

É verdade. Os estados que votaram GOP, neste caso, nas eleições presidenciais anteriores, têm um bónus em termos de delegados. Penso que a pergunta seria mais no sentido de lhe atribuir pouca relevância no contexto das eleições gerais, dado que nas primárias esses estados de facto têm mais peso nos delegados.
Nuno Gouveia a 8 de Fevereiro de 2012 às 14:30

Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog