30
Dez 11
publicado por Nuno Gouveia, às 19:50link do post | comentar

Em 2008 quando estava perto de ser destruída no New Hampshire por Barack Obama, Hillary Clinton soltou uma lágrima. Não sabemos o quanto ajudou essa lágrima, mas na verdade Hillary acabou por enganar todas as sondagens e ficar à frente no New Hampshire. Hoje foi a vez de Newt Gingrich "sacar" da mesma arma, a três dias dos caucuses do Iowa. Segundo as últimas sondagens, Gingrich está em quarto (Romney-Santorum-Paul-Gingrich) e em quinto (Romney-Paul-Santorum-Perry-Gingrich). Será que a lágrima o salva? 


Bem, "a lágrima", pelo menos segundo a sabedoria convencional, foi o que tramou Edmund Muskie na primária democrática de 1972 no New Hampshire:

http://www.youtube.com/watch?v=Cm5bxCoTEkc&feature=related
Alexandre Burmester a 31 de Dezembro de 2011 às 00:21

Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog