31
Dez 10
publicado por Nuno Gouveia, às 20:10link do post | comentar

Políticos

John Boehner

Bill Clinton

Harry Reid

Marco Rubio

 

Acontecimento

Tea Party

Vitória republicana nas eleições intercalares

Wikileaks

Derrame da BP

 

Media

Huffington Post

Fox News

Daily Beast

Politico

 

Analistas Políticos

Mark Halperin

Charles Krauthammer

Paul Krugman

Juan Williams

 

Cinema e Televisão

Mad Men

AMC/Showtime/HBO

Lost

The Town


publicado por Nuno Gouveia, às 19:00link do post | comentar

Juan Williams, a voz "liberal" mais conhecida da Fox News, viu o seu nome catapultado para a fama depois de ter sido despedido pela NPR por um comentário sobre muçulmanos. Isso valeu-lhe, além da notoriedade, um chorudo contrato com a televisão de Roger Ailes. Além disso, numa televisão dominada pelos comentadores conservadores, Williams foi neste ano um dos mais importantes "advogados de defesa" de Barack Obama. Um excelente comunicador.


publicado por Nuno Gouveia, às 18:23link do post | comentar

O Politico tem vindo a provar que a política é um negócio rentável na área dos novos media. A sua expansão em 2010 assim o prova. Afastado directamente das guerras ideológicas entre conservadores e "liberais", este site é o melhor exemplo do que deve ser um projecto digital (apesar de também ter uma edição em papel) de futuro. É no Politico que encontramos as melhores histórias, as análises mais incisivas, os comentários mais abrangentes do panorama mediático americano. Não raras vezes é atacado à esquerda e à direita, mas o Politico é já uma instituição do jornalismo politico americano. Veio para ficar.


publicado por Nuno Gouveia, às 16:10link do post | comentar

The Town foi o filme que mais me impressionou. Não digo que seja o melhor, pois não vi muitos filmes este ano. Para mim, o centro das artes e espectáculos deslocou-se para a televisão. Mas como esta rúbrica é sobre televisão e cinema, esta é a minha escolha. Ben Affleck, que até então tinha apresentado uma carreira medíocre, composta por filmes banais e sem grande história, saltou para a linha da frente do cinema com a realização deste filme sobre a dura realidade de um grupo de assaltantes de bancos. Com The Town, Affleck também provou que é um actor de qualidade.



publicado por Nuno Gouveia, às 15:07link do post | comentar

O desastre ambiental no Golfo do México marcou o ano pela negativa. Milhões de americanos viram as suas vidas afectadas pela explosão da plataforma da BP, que dominou as atenções mediáticas e políticas durante grande parte do ano.


publicado por Nuno Gouveia, às 10:29link do post | comentar

 

Marco Rubio é o político que melhor representa o espírito do ano de 2010. Inicialmente dado como "morto" por grande parte das elites do Partido Republicano (não totalmente, pois bem cedo obteve o apoio de Karl Rove e sempre foi considerado o protegido de Jeb Bush), conseguiu uma vitória improvável nas primárias republicanas da Florida para o Senado, fazendo mesmo com o até então popular governador republicano Charlie Crist negasse o seu passado e avançasse com uma candidatura independente. Sendo o candidato favorito do Tea Party, Rubio conseguiu chegar à vitória final em Novembro como o político preferido de todo o Partido Republicano deste ciclo político. Já se fala como potencial candidato a Vice-presidente em 2012, e alguns até sonham com uma candidatura presidencial no imediato. Muito improvável que ambas as situações aconteçam. Porque ainda é cedo. Mas este, além de ser um dos políticos de 2010, com 39 anos apenas é um dos nomes a seguir na política americana nos próximos anos.



30
Dez 10
publicado por Nuno Gouveia, às 14:53link do post | comentar

Lost não foi a melhor série do ano. Longe disso. Mas o sucesso à escala mundial que atingiu nesta última década coloca-a neste destaque de 2010, ano em que terminou ao fim de seis temporadas. Já aqui o afirmei: as séries americanas conquistaram um estatuto que antes era detido pelos estudios de Hollywood, e Lost é talvez o seu simbolo mais visível.



publicado por Nuno Gouveia, às 10:31link do post | comentar

Paul Krugman atingiu a fama mundial com o Prémio Nobel da Economia em 2008. Mas a sua intervenção na sociedade americana nos últimos anos t~em sido sobretudo como analista político, nomeadamente como cronista no New York Times e nas diversas participações nos canais de notícias. Assumindo cada vez mais uma postura crítica em relação à Administração Obama devido ao seu alegado "centrismo" e políticas de compromisso com os republicanos, Krugman é uma das vozes mais replicadas da actualidade na política americana, nomeadamente nos sectores mais à esquerda. Merece estar nesta lista dos que se destacaram em 2010.


29
Dez 10
publicado por Nuno Gouveia, às 15:22link do post | comentar

Se o ano mediático ficou marcado pelas organizações online, o Daily Beast foi um dos sites que mais ganhou. A união à Newsweek foi o culminar do crescimento do site liderado por Tina Brown, antiga editora da Vanity Fair e da New Yorker. Contando nas suas fileiras com alguns dos mais importantes cronistas americanos, como Howard Kurtz, o guru dos media "roubado" ao Washington Post no final do ano ou Mark McKinnon, antigo colaborador de personalidades como George W. Bush, John McCain ou Lance Armstrong, o Daily Beast é um dos melhores projectos online da actualidade. O futuro dos meios de comunicação social passa por aqui.



28
Dez 10
publicado por Nuno Gouveia, às 22:30link do post | comentar | ver comentários (1)

Um dos maiores fracassos das últimas décadas do Departamento de Estado. As fugas de informação que foram publicadas pelo famoso site sobre operações militares no Afeganistão e Iraque já tinham sido bastante danosas. Mas a divulgação de correspondência confidencial entre embaixadas abanou os alicerces da diplomacia americana. Nada ficará como dantes depois destas revelações no sistema de partilha de informações. Curiosamente, ou talvez não, estas revelações têm sido mais amplificadas fora dos Estados Unidos.



publicado por Nuno Gouveia, às 18:51link do post | comentar

Harry Reid não é um político simpático. E é extremamente impopular. Mas o ano de 2010 acabou por ser-lhe bastante favorável, representando o que de bom aconteceu ao Partido Democrata. Conseguiu aguentar-se nas intercalares, o que é uma grande vitória. Apesar da escolha do Partido Republicano ter ajudado imenso, Reid não só venceu a reeleição como manteve-se como Líder da Maioria no Senado. Além disso, a sua bancada unida esteve unida e conseguiu aprovar legislação importante para os Democratas. Apesar de ser um herói improvável, para mim Reid foi um dos políticos do ano.



publicado por Nuno Gouveia, às 15:20link do post | comentar

 

A televisão por cabo americana continua a destacar-se dos canais generalistas pela qualidade das suas séries. Ao contrário destes últimos, o cabo não está preso aos gostos e preferências das massas e pode continuar a oferecer séries diferentes dos policiais ou comédias convencionais. Não por acaso, os prémios da televisão têm ido quase todos para séries como Dexter (Showtime), Mad Men (AMC) ou Boardwalk Empire (HBO). Sem dúvida que as melhores séries da actualidade têm o selo destes canais. Além das citadas, temos Pacific (HBO), Walking Dead e Rubicon (AMC) como as melhores de 2010. O melhor da cultura televisiva deste século têm o carimbo do cabo: Rome, The Wire ou Deadwood. Outro pormenor interessante. Até ao inicio do século, era Hollywood quem estava na linha da frente na expansão da influência cultural americana no mundo. Hoje, esse papel é cada vez mais desempenhado pela televisão. Com destaque para os canais por cabo.



27
Dez 10
publicado por Nuno Gouveia, às 19:06link do post | comentar | ver comentários (1)

Charles Krauthammer é uma das vozes mais influentes do movimento conservador americano. Nem sempre considerado pelos seus, Krauthammer cimentou a sua posição como comentador. Perspicaz e incisivo, não raras vezes consegue surpreender pela sua visão sobre a política americana, sem nunca desconsiderar os opositores democratas. Para mim é o analista conservador do ano.



publicado por Nuno Gouveia, às 16:01link do post | comentar

A histórica vitória republicana nas eleições intercalares. A conquista da maioria na Câmara dos Representantes e nos governadores estaduais não deixou margem para dúvidas. O regresso ao poder dos republicanos foi um dos acontecimentos do ano. Ainda é cedo para dizer se vão ganhar a Casa Branca em 2012, mas este ano foi marcado pelo ascendente conservador na política americana.


24
Dez 10
publicado por Nuno Gouveia, às 17:03link do post | comentar


publicado por Nuno Gouveia, às 15:30link do post | comentar

Quando alguém cita um canal de notícias de sucesso, estamos essencialmente a falar da Fox News . Quando alguém alude à imprensa conservadora, o nome da Fox News surge em primeiro plano. Líder incontestável das audiências no segmento, com mais espectadores do que as concorrentes juntas, a Fox News é uma das grandes vencedoras do ano. Pela influência que tem na vida política americana, pela capacidade que têm em aproveitar o momento político, e o mais importante, pela verdadeira máquina de dinheiro que representa para Rupert Murdoch. E aproxima-se o ciclo presidencial de 2012. Juntamente com o Tea Party, será uma das forças das primárias republicanas.


publicado por Nuno Gouveia, às 10:22link do post | comentar

Bill Clinton está retirado da vida pública. Mas nenhum Democrata esteve mais activo neste ciclo eleitoral do que o 42º Presidente. Depois da tentativa falhada em ajudar Hillary Clinton a chegar à Casa Branca, Clinton recuperou o estatuto do político mais popular no Partido Democrata. Ninguém foi tão requisitado como Clinton. E onde Barack Obama não podia ir, lá estava Clinton em campanha. Do Sul ao Oeste, do Midwest à Costa Leste, foi figura omnipresente. E acabou o ano em grande, com uma conferência de imprensa em plena Casa Branca. Para mim, é uma das figuras do ano.



23
Dez 10
publicado por Nuno Gouveia, às 23:46link do post | comentar

A série do momento. Mad Men é muito mais do que uma série sobre publicidade. Verdadeiro documentário sobre a América dos anos 60, esta série conseguiu alcançar um estatuto que poucas conseguiram na última década. Já habituada a vencer prémios, Mad Men vai continuar a arrecar mais estatuetas no próximo ano. E já está garantida uma quinta temporada.



publicado por Nuno Gouveia, às 19:31link do post | comentar

No ano em que pela primeira vez terá lucro, o site fundado por Ariana Huffington transformou-se num icon da esquerda americana e do poder dos novos media. Hoje em dia quando se fala de imprensa "liberal" nos Estados Unidos, o HP aparece ao lado de grandes nomes dos media, como o New York Times ou a MSNBC.



publicado por Nuno Gouveia, às 15:48link do post | comentar

O Tea Party movement marcou o ano de 2010. Primeiro em algumas primárias republicanas, depois nas eleições intercalares de Novembro, o Tea Party assumiu-se como uma força incontornável na política americana. A Time elegeu o Tea Party movement a segunda "person of the year" de 2010, logo atrás de Mark Zuckeberg. Estou certo que para a sociedade americana, este movimento foi mesmo o "actor" mais influente e que mais espaço ocupou nos media. A seguir com atenção já em 2011, com o inicio da campanha presidencial republicana.


Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds