19
Dez 11
publicado por Nuno Gouveia, às 17:01link do post | comentar

Na era da Internet, a televisão continua a ser o principal custo de uma campanha política americana. Recordo que em 2008 Obama angariou muito dinheiro na Internet, mas os principais beneficiados desses investimentos foram os meios de comunicação social tradicionais. Este ano o cenário não mudou muito. Chuck Todd, jornalista da NBC, dá conta do valor dos investimentos para esta semana só no Iowa, o principal local de combate nas próximas duas semanas. Mitt Romney lidera, sem surpresas, com perto de 1 milhão de dólares combinados entre a sua campanha e a Super Pac que o apoia, enquanto Rick Perry investiu mais de 600 mil dólares. Mais atrás surgem Rick Santorum com 100 mil dólares, Ron Paul com 63 mil e Newt Gingrich com apenas 21 mil dólares. 

 

Uma dúvida que tenho é se estes valores avultados que se investem em anúncios televisivos continuam a ter a mesma eficácia na era da Internet do que tinham na era televisiva. Em 2008, Barack Obama teve muito mais dinheiro ao seu dispôr do que os seus adversários (Clinton e McCain), e de facto, segundo as leituras que fiz, isso deu-lhe alguma vantagem em certos swing states. Mas olhando para estes valores, será que Romney e Perry, ao investirem tanto dinheiro, irão transformar a vantagem financeira em votos nos caucuses? Recordo que há quatro anos, um Mike Huckabee, que praticamente não investiu financeiramente no Iowa, derrotou Mitt Romney, que nesse ciclo eleitoral apostou tudo no Iowa, inclusive 10 milhões de dólares. 

 

PS: Entretanto, mais um republicano junta-se à campanha de Mitt Romney. O senador Mark Kirk, do Illinois, irá declarar hoje o seu apoio ao antigo governador do Massachusetts, e cada vez mais favorito a vencer a nomeação republicana. 

 


Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog