26
Set 11
publicado por Nuno Gouveia, às 22:10link do post | comentar

AP Photo

 

Os rumores sobre uma candidatura presidencial de Chris Christie aumentaram consideravelmente desde o último debate republicano. Este 'buzz' todo reflecte o descontentamento que existe entre os republicanos com o leque de candidatos actual, o que não é alheia a péssima prestação de Rick Perry no debate da Florida. Olhando para os candidatos, facilmente se conclui que apenas dois deles têm hipóteses de obter a nomeação: Mitt Romney e Rick Perry. Mas este último tem desiludido bastante, e o último debate parece ter provado a muitos republicanos que não está preparado. Daí, viraram-se para Chris Christie, talvez a última grande esperança para enfrentar Mitt Romney. O problema para eles é que Christie tem dito consistentemente que não será candidato. Governador de New Jersey desde 2009, tem afirmado que não se sente preparado para ser Presidente. Mas na vida às vezes não se tem uma segunda oportunidade, e Christie estará a repensar a sua postura. A National Review refere hoje que o antigo governador de New Jersey confirma que Christie estará mesmo a pensar numa possível candidatura, e que as hipóteses de avançar são bem maiores do que há duas semanas atrás. 

 

Mas na verdade já vimos este filme neste ciclo eleitoral. O establishment republicano, grande parte dele desagradado com Mitt Romney, tem vindo a pressionar políticos para avançarem. Primeiro foi Mitch Daniels e ainda recentemente Paul Ryan. As negas destes políticos fizeram-nos acalmar e esperar para ver se a entrada de Rick Perry resolvia o problema. Mas passado três semanas, parece evidente que o governador do Texas não está preparado. Uma candidatura de Chris Christie representaria a possibilidade de unir o partido em torno de alguém excitante e que gerasse entusiasmo na base republicana. Sendo actualmente uma das grandes estrelas do Partido Republicano, juntamente com Marco Rubio, Christie poderia ter a seu lado os conservadores do tea party e os moderados ligados ao think tanks de Washington, bem representar uma poderosa força junto dos financiadores habituais do GOP, que até ao momento têm estado afastados desta campanha. Além do mais, sendo de New Jersey, teria grandes hipóteses nas eleições gerais de capturar o Midwest a Obama, algo que Perry, por exemplo, parece longe de conseguir. 

 

A minha previsão: a fazer fé no que Chris Christie tem vindo a dizer neste último ano, não irá a avançar. Estes rumores são positivos para a sua "marca" e eleva o seu estatuto dentro do partido. Mas uma entrada tardia para Christie na corrida não significaria sucesso garantido, e poderia destruir a sua carreira política, caso não estivesse à altura das expectativas. Acredito que Christie irá tentar ganhar a reeleição em 2013, e esperar por melhor oportunidade, em 2016 ou 2020. Quanto aos republicanos que pressionam Christie, terão de contentar-se com o actual campo, e acredito que a maior parte deles acabe por cair para o lado de Romney, como a opção mais credível para derrotar Barack Obama. Como aconteceu em 2008, quando acabaram por apoiar McCain, apesar da desconfiança que tinham. Se estiver errado, cá estarei para dar a mão à palmatória.


Perry tem sido uma desilusão, Romney certamente será o candidato do lado dos republicanos. A religião pode ser inicialmente um factor para não apoiar um determinado concorrente mas na hora da verdade eles unem-se para a vitória, isto significa que se agora os evangélicos e outras religiões cristãs não olham com bons olhos para Romney por ser mórmon, se ele for o escolhido para enfrentar Obama, então todos os republicanos estarão com Romney independentemente da religião. Nas últimas primárias Romney ganhou destacadíssimo no Utah, depois no Cconfronto Mccain Obama em Utah venceu Mccain DE forma fácil.
André a 27 de Setembro de 2011 às 11:16

Sem dúvida que todos os republicanos irão apoiar o nomeado. Ainda por cima, com Obama do outro lado, nem que fosse Huntsman o nomeado, todos irão motivar-se para vencer.
Nuno Gouveia a 27 de Setembro de 2011 às 18:05

Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog