20
Jun 11
publicado por Nuno Gouveia, às 18:44link do post | comentar

 

Barack Obama já foi comparado a muitos presidentes. No inicio do seu mandato, os mais citados eram Abraham Lincoln e a Frank D. Roosevelt. Mais tarde, depois das transformações operadas na saúde e no avultado plano de estímulos, alguns encontraram um paralelo na presidência quase revolucionária de Ronald Reagan. Mais tarde as coisas começaram a correr mal e o nome de Jimmy Carter começou a ser associado ao Presidente. Depois da derrota das eleições intercalares e a tentativa de viragem ao centro operada nos meses seguintes, ecoou o nome de Bill Clinton. Agora, é o nome de Herbert Hoover, presidente republicano entre 1929 e 1933, a assombrar Barack Obama. É precisamente esse o tema deste extenso artigo de Walter Russel Mead sobre a presidência Obama, que aconselho a sua leitura. 

 

Já defendi que este género de exercícios são estimulantes mas incipientes. Cada presidente tem o seu percurso, e por muitas comparações que se possam fazer, a história acaba sempre por ser diferente para cada um deles. Mas as próprias comparações que se vão fazendo dizem também bastante sobre o momento político. Hebert Hoover foi eleito presidente num período de prosperidade nos Estados Unidos, mas rebentou-lhe o crash de 1929 e a grave crise que se lhe seguiu. Ao longo de três anos, lutou e tudo fez para combater a crise, mas sem resultados visíveis. A economia foi sempre piorando nesses anos e foi um presidente desgastado que foi severamente derrotado em 1932 por FDR, tendo obtido apenas 39 por cento dos votos. Obama assumiu a presidência já a crise tinha rebentado, mas ele prometeu um novo período de prosperidade e recuperar a economia do país. Se no Verão do próximo ano, a situação económica não apresentar melhorias significativas, e se os republicanos tiveram um nomeado credível, Obama poderá entrar no leque de presidentes de um mandato. 


Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog