15
Jun 11
publicado por Nuno Gouveia, às 18:47link do post | comentar

 

Barack Obama não pediu autorização ao Congresso para intervir na Líbia. Nem precisava, pois os poderes executivos do Presidente permitem-lhe que dê ordens para intervenções estrangeiras. Mas o problema é que essa autorização é necessária se a operação militar ultrapassar os 90 dias. O que irá acontecer em breve. Congressistas de ambos os partidos preparam-se processar a Administração e John Boehner escreveu esta semana uma carta a Obama a alertar para a necessidade de uma autorização formal do Congresso. 

 

Confesso que não percebo a razão para Obama não ter pedido a devida a autorização. A verdade é que desde o inicio que existia apoio suficiente nos dois partidos para aprovar a resolução e agora está perante este impasse. Além disso, estamos a chegar aos 90 dias da intervenção militar da NATO na Líbia e ninguém percebe bem qual a missão da operação. Sem nunca ter clarificado que o objectivo era eliminar a liderança de Khadafi, a situação está muito confusa. E se o objectivo era apenas "proteger" os civis, qual a razão para continuarem a bombardear os fiéis do líder líbio, tendo vários mísseis atingido instalações de Khadafi? Não sei como vai terminar isto, mas parece-me que todo este processo não está a correr nada bem. Obama sairá sempre beliscado desta missão, mesmo que Khadafi acabe por cair. 


Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog