29
Mai 11
publicado por Nuno Gouveia, às 10:36link do post | comentar

Depois de ter protagonizado a pior campanha presidencial que há memória, esta semana surgiram indicadores que Rudy Giuliani poderá avançar com nova candidatura. Na verdade o antigo Mayor de Nova Iorque nunca afastou esta possibilidade, mas também que ninguém o terá levado muito a sério, até porque não tem actuado como um verdadeiro candidato. Mas esta semana houve novidades. O congressista republicano de NY Peter King disse na CNN que Rudy estava seriamente a pensar em avançar. Um dos conselheiros e amigos mais próximos, King disse mesmo que a decisão estava iminente. Curiosamente, um dia após estas notícias, a CNN publicou uma sondagem nacional que coloca Rudy Giuliani à frente do campo republicano. Isto mesmo antes de ser candidato ou sequer pré-candidato. Não tenho dado destaque aqui às várias sondagens que têm sido feitas, porque nesta fase do campeonato representam muito pouco. E esta não é diferente, mas mostra que Rudy ainda é um nome a considerar, e principalmente, que continua a haver espaço para mais candidatos. 

 

Caso Rudy Giuliani avance mesmo, e continuo a ter dúvidas que tal suceda, penso que terá muitas dificuldades em ganhar a nomeação ou até para ser um sério candidato. Nesta fase do Partido Republicano, onde a direita mais "dura" tem vindo a ganhar terreno, será possível um moderado e defensor do aborto vencer umas primárias? Quase impossível. Está certo que tem posições bastante mainstream na economia e na política externa, mas isso só não deve chegar para vencer umas primárias. Além do mais, já vimos em 2008 as suas fracas capacidades para executar uma campanha nacional. Qual a janela de oportunidade para o herói do 11 de Setembro? Só tem uma: vencer no New Hampshire e emergir como o candidato moderado do campo republicano. A partir daí, aguentar-se na Carolina do Sul, vencer na Florida e conquistar os grandes estados na superterça-feira. Uma tarefa herculeana? Sem dúvida. Possível? Não o Rudy de 2008. Teria que mostrar uma faceta totalmente diferente. 


Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog