22
Mai 11
publicado por Nuno Gouveia, às 23:07link do post | comentar

As palavras que Obama teceu em relação ao processo de paz israelo-árabe, além de ter tido o condão de fazer desaparecer da actualidade o resto do discurso, elogiado por diferentes lados, colocou a Administração Obama em maus lençóis perante Israel e o lobby judaico, tradicional apoiante do Partido Democrata. Benjamin Netanyahu, de visita a Washington, acabou mesmo por recusar a proposta do regresso às fronteiras de 1967 ao lado de Obama, o que não pode deixar de ser considerado uma humilhação para o Presidente. 

 

Sobre isto, não preciso de escrever mais, pois o Alexandre Guerra, no O Diplomata, escreveu um excelente post sobre o assunto:

 

O Presidente Barack Obama foi ingénuo e mal aconselhado quando, no discurso sobre o Médio Oriente proferido na passada Quinta-feira, veio defender a solução de “dois Estados” na Palestina delimitados pelas fronteiras anteriores à Guerra dos Seis Dias ("pre-1967 borders"). Um erro de tal forma evidente e inédito nas presidências americanas, que foi conftrangedor ver Obama ouvir do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanhyahu, em plena Sala Oval, que tal solução nunca seria aceite por Israel, porque a mesma colocaria em causa a segurança da própria existência do Estado hebraico.


Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog