26
Abr 11
publicado por Nuno Gouveia, às 12:34link do post | comentar

Sem grandes novidades, Ron Paul irá anunciar hoje a formação de um comité exploratório para uma candidatura à nomeação republicana. Apesar de ter um clima bem mais favorável do que na última eleição presidencial, a vida de Paul nem por isso poderá ser mais fácil. Sem hipóteses de obter a nomeação, Paul tentará alargar a margem de apoio dentro do GOP à ala libertária, que tem vindo a crescer nos últimos anos. Com esta entrada, o campo libertário terá dois candidatos (o outro é Gary Johnson), sendo certo que Rand Paul, que também tinha vindo a namorar com a ideia de uma candidatura, ficará em Washington a apoiar o seu pai. 


Dr. No, como é conhecido Ron Paul, terá como mensagens principais a redução do défice e do papel do Estado Federal, e ainda, certamente, a sua oposição à política externa mainstream americana, como a luta contra o terrorismo ou a presença militar no exterior. No actual contexto, poderá conseguir bons resultados em algumas eleições, como no Iowa e New Hampshire, e ainda obter bons números na angariação de fundos, a exemplo do que sucedeu em 2008. Paul tem uma máquina de seguidores pequena mas quase fanática, o que lhe permitirá ter uma presença efectiva e marcante nestas primárias. No entanto, e com 75 anos e bem longe do eleitor típico republicano, ninguém o considera viável como nomeado republicano. O perigo para o GOP poderá ser uma candidatura independente, que ninguém ainda coloca fora dos horizontes do congressista do Texas. Mas parece-me que esta candidatura será a plataforma de lançamento para uma outra candidatura, em 2016 ou 2020, do seu filho Rand Paul. 


Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog