25
Fev 11
publicado por Nuno Gouveia, às 16:23link do post | comentar

 

Tim Pawlenty não tem gerado grande entusiamo até ao momento na sua pré-campanha para a nomeação republicana. Mas uma coisa prece verdade: tem uma excelente equipa de anúncios. Este é mais um exemplo, a propósito da situação no Wisconsin.


Se fosse um trailer de um filme, eu ia ao cinema ver. Espectacular! Imagina lá um anúncio destes para um político qualquer português... Eheh
Luís de Aguiar Fernandes a 25 de Fevereiro de 2011 às 17:59

Basta relembrar os tempos de antena da última campanha presidencial :)
Nuno Gouveia a 25 de Fevereiro de 2011 às 20:26

Tim Pawlenty esteve a um passo de ter sido escolhido por John McCain para candidato a Vice-Presidente. Contudo, a necessidade que McCain sentiu de fazer algo de diferente nesse campo levou-o a escolher Sarah Palin . Se Pawlenty tivesse sido o escolhido, seria agora provavelmente o favorito à nomeação republicana.

É pouco conhecido fora do seu estado (que faz fronteira com o Iowa, local dos primeiros caucuses " de 2012), mas quem nesta altura em 2007 conhecia Barack Obama fora do Illinois?

Seja como for, ter sido governador daquele estado durante dois mandatos sendo republicano não é coisa de menosprezar. O Minnesota tem uma antiga reputação "progressista" e é normalmente um estado favorável ao Partido Democrático. Eram do Minnesota, por exemplo, os Vice-Presidentes Hubert Humphrey e Walter Mondale , candidatos presidenciais democráticos em 1968 e 1984, respectivamente. Nos últimos 50 anos apenas por uma vez o candidato presidencial republicano venceu o estado Richard Nixon em 1972).
Alexandre Burmester a 26 de Fevereiro de 2011 às 19:59

Joe Liebberman, Tim Pawlenty e finalmente Sarah Palin. Penso que foram esses os três últimos nomes a ser ponderados pela equipa da McCain.

Pawlenty parece-me um político eficaz, que tem essa vantagem de vir do Minnesota, o único estado, além de DC que não é estado, que Ronald Reagan não venceu em nenhum das suas duas eleições. Mas é preciso lembrar que venceu as duas eleições por resultados curtos, e até pode ser o nomeado republicano e perder o Minnesota.

Estou curioso para ver como se comportará Pawlenty na sua corrida eleitoral. Pelo que tenho visto dele, acho que lhe falta algum carisma e rasgo para vencer a nomeação republicana. Mas é uma longa corrida, e por vezes, os líderes emergem nesses cenários.
Nuno Gouveia a 27 de Fevereiro de 2011 às 20:38

Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog