11
Jan 11
publicado por Nuno Gouveia, às 17:30link do post | comentar

Excelente artigo de Josh Kraushaar, do National Journal, sobre a reacção dos políticos e dos media ao massacre de Tucson. Um os melhores que já li até ao momento. Só agora o li, mas o cronista desenvolve algumas coisas que escrevi no post anterior. E de facto só posso concordar com ele: os políticos reagiram muito bem a esta tragédia e os media não. Que sirva de lição para o futuro.

 

Algumas passagens do artigo:

 

Ironically, even as politicians have been scrutinized for overheated rhetoric, it's the political class that reflected the country's mood best in the aftermath of this weekend's senseless shootings. From President Obama's pitch-perfect speech to the nation, to House Speaker John Boehner and Minority Leader Nancy Pelosi working together to reassure members and staff, there was little hint of the blame game that fueled much of the media's coverage.

 

It’s becoming increasingly clear that overheated political vitriol played virtually no role in Jared Lee Loughner’s shooting spree. His political thinking is hardly coherent, and his obsession with Giffords predated the tea party and Sarah Palin’s emergence in national politics. One of his few close friends told Mother Jones that he became fixated on the congresswoman when he asked her a question at a 2007 town hall about "the government having no meaning" and felt she didn’t answer. His killing spree wasn’t motivated by disagreement with her positions on health care or immigration.

 

Violent metaphors are all over our culture, in politics and outside of it, and that won’t be changing anytime soon. The political lexicon is awash in gun metaphors -- from campaign committee lists of top “targets” to political “showdowns” to “battleground districts” to challengers “playing defense,” just to name a few. If this were a crime, the political media would be as guilty as anyone.



Caro Nuno.
Neste momento quem lhe parece que ira enfrentar Obama em 2012?
Eu vou pelo Mitt Romney, esperava mais dele nas primárias de 2008.
Mas o ideal seria Obama vs Mccain, take 2.
André a 12 de Janeiro de 2011 às 02:51

Neste momento o meu favorito seria também Mitt Romney. Mas ainda falta muito.

sim falta muito, mais de um ano, mas se começa a distanciar, cuidado, mitt romney pode surpreender...
esperava mais de Obama, mitt tem capacidade para ganhar...
André a 12 de Janeiro de 2011 às 16:36

Porquê favorito?

Pelo trabalho que fez como Governador ou pelo que se transformou como candidato a candidato?
:)
jfd a 13 de Janeiro de 2011 às 12:47

Favorito em termos de possibilidade de vitória. Não o meu preferido, que nesta fase não tenho.

Compreendo!
jfd a 13 de Janeiro de 2011 às 13:31

Em destaque
José Gomes André

Investigador de Filosofia Política, redigiu tese de doutoramento sobre James Madison. Autor de "Sistema Político e Eleitoral Norte-Americano: um Roteiro" (Esfera do Caos, 2008). Escreve também no Delito de Opinião.
ver perfil
ver posts
Nuno Gouveia

Autor de uma tese de mestrado sobre as eleições presidenciais americanas de 2008. Escreve também no 31 da Armada e Cachimbo de Magritte.
ver perfil
ver posts
Alexandre Burmester

Define-se como um "ávido seguidor amador" da política americana, que acompanha há mais de 40 anos. As suas habilitações académicas situam-se na área da Língua e Literatura Inglesas e foi quadro de uma multinacional canadiana
ver perfil
ver posts
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog